Fósforo remanescente em solos do Seridó Paraibano

Jandeilson Alves de Arruda

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Picuí Brasil

José Wellington de Medeiros Estrela

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Picuí Brasil

José Lucínio de Oliveira Freire

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Picuí Brasil

Sebastiana Joelma de Azevedo Santos

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Picuí Brasil

Resumo

O conhecimento acerca do Fator Capacidade Tampão de Fósforo (FCP) dos solos é de extrema importância para a otimização do manejo da adubação fosfatada. O fósforo remanescente (P-rem) tem sido uma das características que mais se correlacionam com o FCP, e sua quantificação pode ajudar na compreensão do comportamento do elemento no solo. Entretanto, não há dados sobre esse atributo químico em solos do Seridó Paraibano. O objetivo deste trabalho foi quantificar o P-rem em seis solos do Seridó Paraibano e correlacioná-lo com atributos químicos e físicos do solo. Foram utilizadas amostras (camada 0-20 cm) de seis solos representativos do Seridó Paraibano, sendo estes selecionados com base na sua ocorrência e importância agrícola. Após a coleta, os solos foram secos ao ar, passados por peneira de 2 mm de malha e caracterizados química e fisicamente. Para determinação do P-rem, foram colocados 5 g de solo em erlenmeyer com uma solução de CaCl2 0,01 mol L-1, contendo 60 mg L-1 de P. Os erlenmeyers foram agitados durante cinco minutos e deixados em repouso para decantação do solo durante 16 horas. Após esse período, o P foi quantificado por colorimetria. O P-rem foi correlacionado com características químicas e físicas dos solos. Em sua maioria, os solos em estudo apresentam teores elevados de areia, pH acima de 5,5 e elevados teores de Ca+Mg, K, Na, e CTC efetiva. O P-rem, para a maioria dos solos, apresentou valores elevados, refletindo baixo FCP. Verificou-se correlação positiva e significativa com o fósforo disponível (0,56º), K (0,77*) e areia (0,72*) e negativa e significativa com Ca+Mg (-0,56º), Na (-0,74*) e argila (-0,59º). Conclui-se que os valores de P-rem dos solos do Seridó são elevados, mostrando baixo FCP, sendo influenciados principalmente pela textura mais arenosa dos solos e que o P-rem é um bom estimador do FCP.

Palavras-chave


Fator Capacidade de P; Semiárido; Adubação fosfatada


Texto completo:

Referências


ALLEONI, L. R. F.; CAMARGO, O. A.; CASAGRANDE, J. C. Isotermas de Langmuir e de Freundlich na descrição da adsorção de boro em solos altamente intemperizados. Scientia agricola, v. 55, p. 379-387, 1998.

ALVAREZ, V. H.; FONSECA, D. M. Determinação de doses de fósforo para determinação da capacidade máxima de adsorção de fosfatos e para ensaios em casa de vegetação. Revista Brasileira de Ciência do solo, v. 14, p. 49-55, 1990.

ALVAREZ, V. H. et al. Determinação e uso do fósforo remanescente. Boletim Informativo da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 25, p. 27-32, 2000.

AQUINO, A. B. et al.. Recomendações de adubação e calagem para o estado do Ceará. Fortaleza: UFC, 1993.

BACHE, B. W.; WILLIAMS, E. G. A phosphate sorption index for soils. European Journal of Soil Science, v. 22, p. 289-301, 1971.

BOSCHETTI, A. N. G.; QUINTERO, G. C. E.; BENAVIDEZ, Q. R. A. Caracterização do fator capacidade de fósforo em solos de Entre Ríos, Argentina. Revista Brasileira de Ciência do solo, v. 22, p. 95-99, 1998.

BRAGA, J. M.; DEFELIPO, B. V. Determinação espectrofotométrica de fósforo em extratos de solo e material vegetal. Revista Ceres, v. 21, p. 73-85, 1974.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Escritório de Pesquisas e Experimentação. Equipe de Pedologia e Fertilidade do Solo. I. Levantamento exploratório-reconhecimento de solos do estado da Paraíba. II. Interpretação para uso agrícola dos solos do estado da Paraíba. Rio de Janeiro, 1972. 683p. (Boletim Técnico, 15; SUDENE. Série Pedologia, 8).

BRITO NETO, J. F. Adsorção e disponibilidade de fósforo para o crescimento inicial da mamoneira em solos com diferentes classes texturais. 2011. 71 f. Tese (Doutorado em Agronomia)–Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP, Botucatu: UNESP, 2011.

CASAGRANDE, J. C. et al. Adsorção de fosfato e sulfato em solos de cargas elétricas variáveis. Revista Brasileira de Ciência do solo, v. 27, p. 51-59, 2003.

CHAVES, L. H. G.; CHAVES, I. B.; MENDES, J. S. Adsorção de fósforo em materiais de Latossolo e Argissolo. Revista Caatinga, v. 20, p. 104-111, 2007.

CHAVES, L. H. G. et al. Características de adsorção de fósforo em argissolos, plintossolo e cambissolos do estado da Paraíba. Engenharia ambiental, v. 6, p.130-139, 2009.

CHAVES, L. H. G.; FERNANDES, J. D. Adsorção de sulfato em solos do Estado da Paraíba. Scientia Plena, v. 9, p. 1-7, 2013.

CORRÊA, R. M.; NASCIMENTO, C. W. A.; ROCHA, A. T. Adsorção de fósforo em dez solos do Estado de Pernambuco e suas relações com parâmetros físicos e químicos. Acta Scientiarum Agronomy, v. 33, p.153-159, 2011.

COSTA, H.S. Cinética de sorção e disponibilidade de fósforo em função do tempo de contato do fósforo com o solo. 2010. 56 f. Tese (Doutorado em Agronomia) Universidade Federal da Paraíba/Centro de Ciências Agrárias, Areia, 2010.

DIAS, N.M.P. et al. Isotermas de adsorção de cádmio em solos ácricos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 5, p. 229-234, 2001.

DONAGEMMA, G. K. et al. Fósforo remanescente em argila e silte retirados de Latossolos após pré-tratamentos na análise textural. Revista Brasileira de Ciência do solo, v. 32, p. 1785-1791, 2008.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Centro Nacional de Pesquisas de Solos. Manual de métodos de análises de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2011. 230p.

FALCÃO, N. P. S.; SILVA, J. R. A. Características de adsorção de fósforo em alguns solos da Amazônia Central. Revista Acta Amazônica, v. 34, n. 3, p.337-342, 2004.

FARIAS, D.R. et al. Fósforo em solos representativos do Estado da Paraíba. I. Isotermas de adsorção e medidas do fator capacidade de fósforo. Revista Brasileira de Ciência do solo, v. 33, p.623-632, 2009.

FONTANA, A. et al. Fósforo remanescente em solos formados sob diferentes materiais de origem em três topossequências. Semina: Ciências Agrárias, Pinheiral, v. 34, n. 5, p. 2089-2102, 2013.

GODINHO, V. P. C. et al. Adsorção de fosfatos em três solos da região semiárida do Rio Grande do Norte. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 32, p. 819-823, 1997.

LISBOA, B. B. et al. Determinação do fósforo remanescente como método alternativo à textura na indicação da classe de disponibilidade de fósforo em três solos. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v. 18, p. 81-84, 2012.

MEURER, E. J.; RHEINHEIMER, D.; BISSANI, C. A. Fenômenos de sorção em solos. In: MEURER, E. J. (Ed.). Fundamentos de química do solo. 5. ed. Porto Alegre: Evangraf, 2012. p.113-154.

MOREIRA, F. L. M. et al. Adsorção de fósforo em solos do Estado do Ceará. Revista Ciência Agronômica, v. 37, p. 7-12, 2006.

NOVAIS, R. F.; SMYTH, T. J. Fósforo em solo e planta em condições tropicais. Viçosa, MG: UFV, DPS, 1999. 399p.

NOVAIS, R.F. et al. Fertilidade do solo. Viçosa, MG, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007. p.471-537

PEREIRA, J. R.; FARIA, C. M. B. Sorção de fósforo em alguns solos do Semi-árido do Nordeste brasileiro. Pesquisa Agropecuária brasileira, v. 33, p. 1179-1184, 1998.

ROLIM NETO, F. C. et al. Adsorção de fósforo, superfície específica e atributos mineralógicos em solos desenvolvidos de rochas vulcânicas do Alto Paranaíba, Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 28, p. 953-964, 2004.

SIMÕES NETO, D. E. et al. Extração de fósforo em solos cultivados com cana-de-açúcar e suas relações com a capacidade tampão. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 13, p. 840-848, 2009.

SIMS, J. T.; PIERZYNSKI, G. M. Chemistry of phosphorus in soils. IN: TABATABAI, M. A.; SPARKS, D. L. Chemical processes in soils. Soil Science Society of America, 2005. p.151-192.

SOARES, M. R.; CASAGRANDE, J. C. Adsorção e Modelos. In: Tópicos em Ciência do Solo. v. 6. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2009. p. 71-201.

SPARKS, D. L. Environmental Soil Chemistry. 2. ed. Academic Press, 2003. p. 325.

VALLADARES, G. S.; PEREIRA, M. G.; ANJOS, L. H. C. Adsorção de fósforo em solos de argila de atividade baixa. Bragantia, v. 62, p. 111-118, 2003.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n35p42-49

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 2120

Total de downloads do artigo: 1334