Efeito da adição de diferentes tipos de açúcar sobre a qualidade físico-química de geleias elaboradas com abacaxi e canela

Sâmela Leal Barros

ORCID iD Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Wilton Pereira da Silva

ORCID iD Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Rossana Maria Feitosa de Figueirêdo

ORCID iD Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Thais Jaciane de Araújo

Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Newton Carlos Santos

ORCID iD Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Josivanda Palmeira Gomes

ORCID iD Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Brasil

Resumo

The aim of this study was to evaluate the influence of the use of different types of sugar and sweetener (sucralose) on pineapple jelly with cinnamon on its physicochemical quality of the product. For the preparation of the jelly, we used pineapple pulp, cinnamon tea, pectin, citric acid and the addition of different types of sugar: crystal, brown sugar, raw sugar and sweetener. The jellies (F1, F2, F3 e F4) were evaluated for the following physico-chemical parameters: water activity, moisture content, soluble solids content (SST), titratable total acidity (ATT), ratio (SST / ATT), ashes, pH, reducing sugars, non-reducing sugars and total sugars, lipids and vitamin C. We concluded that the use of pineapple and cinnan for the preparation of different flavors of jelly is an excellent alternative because these are well accepted fruits and they have high nutritional value. The use of different kinds of sugar and sweetener (sucralose) in the preparation of pineapple and cinnamon jelly is a good option for consumers who want to ingest quality products with lower sucrose content. The elaborated jellies presented values of moisture, soluble solids content and hydrogen ionic potential according to the quality identity standard for jelly, required by current legislation. All the samples were adequate to physico-chemical parameters and the F1 jelly had the highest level of ascorbic acid.

Palavras-chave


Ananas comosus. Processing. Quality control. Sucralose. Brown sugar.


Texto completo:

Referências


AGUIAR, V. F.; SILVA, J. M. M.; CAVALCANTE, C. E. B.; RIBEIRO, E. T. S. Desenvolvimento de geleia mista de maçã e mel: análise da viabilidade através da aceitação sensorial. Conexão Ciência e Tecnologia, v. 10, n. 3, p. 78-84, 2016.

ANDRADE, P. F. S. Análise da conjuntura agropecuária safra 2016/17. 2017. Disponível em:

ASSIS, M. M. M.; MAIA, G. A.; FIGUEIREDO, E. A. T.; FIGUEIREDO, R. W.; MONTEIRO, J. C. S. Processo e estabilidade de geleia de caju. Revista Ciência Agronômica, v. 38, n. 1, p. 46-51, 2007.

AZEVEDO, L. M. F.; LUCENA, E. M. P.; BONILLA, O. H.; SILVEIRA, M. R. S.; SILVA JÚNIOR, A. Physical, chemical, microbiological and sensory carachterization of Manipuça jellies for municipal school meals of Fortaleza-CE. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 40, n. 1, e-728, 2018.

BAMIDELE, O.P.; FASOGBON, M.B. Chemical and antioxidant properties of snake tomato (Trichosanthes cucumerina) juice and Pineapple (Ananas comosus) juice blends and their changes during storage. Food Chemistry, v. 220, n. 1, p. 184–189, 2017.

BLIGH, E. G.; DYER, W. J. A rapid method of total lipid and purifi cation. Canadian Journal of Biochemistry Physiology, v. 37, n. 911-917, 1959.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Resolução Normativa, n. 15, de 4 de maio de 1978. Define termos sobre geleia de frutas. Brasília, DF: ANVISA, 1978. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/394219/Resolucao_9_1978.pdf/fe774403-c248-4153-bde9-43518c5295d1. Acesso em: 7 fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Portaria n° 691 de 22 de Novembro de 1996. Métodos analíticos. Brasília, DF: 1996. Disponível em: http://www.codapar.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/cevadaindus691_96.pdf. Acesso em: 7 fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Diretoria Colegiada. Resolução RDC nº 272, de 22 de setembro de 2005. Aprova o regulamento técnico para produtos vegetais, produtos de frutas e cogumelos comestíveis. Brasília, DF: ANVISA, 2005. Disponível em: https://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MjIwOQ%2C%2C. Acesso em: 7 fev. 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Diretoria Colegiada. Resolução RDC n. 45 de 03 de novembro de 2010. Dispõe sobre aditivos alimentares autorizados para uso segundo as Boas Práticas de Fabricação (BPF). Brasília, DF: ANVISA, 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2010/rdc0045_03_11_2010.html. Acesso em: 7 fev. 2019.

CAETANO, L. C. S.; VENTURA, J. A.; BALBINO, J. M. S. Comportamento de genótipos de abacaxizeiro resistentes à fusariose em comparação a cultivares comerciais suscetíveis. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 37, n. 2, p. 404- 409, 2015.

CORTELLINO, G.; PANI, P.; TORREGGIANI, D. Crispy air-dried pineapple rings: optimization of processing parameters. Procedia Food Science, v. 1, p. 1324-1330, 2011.

CRUZ, V. A. Desenvolvimento de geleia de mamão formosa (Carica papaya l.) sob diferentes concentrações e métodos de secagem das sementes. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro, Uberaba-MG, 2016.

EMBRAPA. Conhecimento é o caminho para agregar valor aos produtos. 2018. Disponível em: . Acesso em: 07 de Fevereiro de 2019.

GARCIA, L. G. C.; GUIMARÃES, W. F.; RODOVALHO, E. C.; PERES, N. R. A. A.; BECKER, F. S.; DAMIANI, C. Geleia de buriti (Mauritia flexuosa): agregação de valor aos frutos do cerrado brasileiro. Brazilian Journal of Food Technology, v. 20, 2017.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4. ed. São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 2008. 1020 p.

LAGO, E. S.; GOMES, E.; SILVA, R. Produção de geléia de jambolão (Syzygium cumini lamarck): processamento, parâmetros físico – químicos e avaliação sensorial. Revista Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 26, n. 4, p. 847-852, 2006.

LANE, J. H.; EYNON, L. Determination of reducing sugars by Felhling’s solution with methylene blue indicador. London: Normam Rodge, 1934.

NASCIMENTO, A. L.; RABELO, D. M. Desenvolvimento e análise sensorial da geleia de polpa e casca de abacaxi com gengibre. Revista Acadêmica Conecta FASP, v. 1, n. 3, p.1-14, 2018.

NUNES, J. S.; LINS, A. D. F.; GOMES, J. P.; SILVA, W. P.; SILVA, F. B. Influência da temperatura de secagem nas propriedades físico-química de resíduos abacaxi. Revista Agropecuária Técnica, v. 1, n. 1, p. 41-46, 2017.

OLIVEIRA, E. N. A.; SANTOS, D. C.; ROCHA, A. P. T.; GOMES, J. P. Desenvolvimento, caracterização e estabilidade de geleia tradicional de umbu-cajá. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 36, n. 3, p. 640- 651, 2014.

OLIVEIRA, E. N. A.; SANTOS, D. C.; ROCHA, A. P. T.; GOMES, J. P.; FEITOSA, R. M.; FEITOSA, B. F. Composição nutricional de geleias de umbu-cajá durante estocagem em temperatura ambiente. Brazilian Journal of Food Technolology, Campinas, v. 21, p. e2018033, 2018.

OLIVEIRA, E. N. A.; SANTOS, D. C.; ROCHA, A. P. T.; GOMES, J. P.; MARTINS, J. J. A.; MARTINS, J. N. Caracterização físico-química, microbiológica e sensorial de geleias de umbu-cajá elaboradas com e sem a adição de sacarose. Revista Instituto Adolfo Lutz, v. 74, n. 2, p. 111-121, 2015.

OLIVEIRA, K.D.C.; SILVA, S.S.; LOSS, R.A.; GUEDES, S.E.F. Análise sensorial e físico-química de geleia de achachairu (Garcinia humillis). Segurança Alimentar e Nutricional, v. 26, p. 1-10, 2019.

OLIVEIRA, J. A. R.; CARVALHO, A. V.; MARTINS, L. H. S.; MOREIRA, D. K. T. Elaboração e caracterização físico-química e sensorial de estruturados de polpa concentrada de abacaxi. Alimentos e Nutrição, v. 23, n. 1, p. 23-31, 2012.

SANTOS, B. A.; TEIXEIRA, F.; AMARAL, L. A.; RANDOLPHO, G. A.; SCHWARZ, K.; SANTOS, E. F.; RESENDE, J. T. V.; NOVELLO, D. Caracterização química e nutricional de polpa de frutas armazenadas sob congelamento. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 17, n. 1, 2019.

SARZI, B.; DURINGAN, J. F. Physical and chemical study of minimally processed products of ‘pérola’ pineapples. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 2, p. 333-337, 2002.

SILVA, F. A. S.; AZEVEDO, C. A. V. The Assistat Software Version 7.7 and its use in the analysis of experimental data. African Journal of Agricultural Research, v. 11, n. 39, p. 3733-3740, 2008.

SOUZA, A. L. R.; RODRIGUES, F. M.; SILVA, G. V.; SANTOS, R. R. Microencapsulação de sucos e polpas de frutas por spray drying: uma revisão. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, v. 17, n. 3, p. 327-338, 2015b.

SOUZA, H. S.; SANTOS, A. M.; FERREIRA, I. M.; SILVA, A. M. O.; NUNES, T. P.; CARVALHO, M. G. C. Elaboração e avaliação da qualidade de geleia de umbu (Spondias Tuberosa Arr. C.) e mangaba (HancorniaSpeciosa G.) com alegação funcional. Segurança Alimentar e Nutricional. v. 25, n. 3, p. 104-113, 2018.

SOUZA, A. V.; RODRIGUES, R. J.; GOMES, E. P.; GOMES, G. P.; VIEITES, R. L. Caracterização bromatológica de frutos e geleias de amora-preta. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 37, n. 1, p. 013-019, 2015a.

TABELA BRASILEIRA DE COMPOSIÇÃO DE ALIMENTOS - TACO. 4. ed. rev. e ampl. Campinas: UNICAMP/NEPA, 2011. 161 p. Disponível em: . Acesso em: 12 fev. 2019.

TELES, A. C. M.; PINTO, E. G.; SANTOS, J. R.; OLIVEIRA, C. F. D.; SOARES, D. S. B. Desenvolvimento e caracterização físico-química de geleia comum e extra de graviola com pimenta. Revista de Agricultura Neotropical, v. 4, n. 1, p. 72-77, 2017.

VIANA, E. S.; MAMEDE, M. E. O.; REIS, R. C.; CARVALHO, L. D.; FONSECA, M. D. Desenvolvimento de geleia de umbu-cajá convencional e dietética. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 37, n. 3, p. 708-717, 2015.

VIEIRA, E. S.; JESUS, J. L.; REIS, R. C.; FONSECA, M. D.; SACRAMENTO, C. K. Physicochemical and sensorial characterization of papaya and araça boi jelly. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 34, n. 4, p. 1154-1164, 2012.

VIEIRA, E. C. S.; SILVA, E. P.; AMORIM, C. C. M.; SOUSA, G. M.; BECKER, F. S.; DAMIANI, C. Aceitabilidade e características físico-químicas de geleia mista de casca de abacaxi e polpa de pêssego. Científica, v. 45, n. 2, p. 2-8, 2017.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n45p150-157

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 2725

Total de downloads do artigo: 1521