Análise de pisos intertravados com substituição do agregado miúdo por resíduo de construção e demolição

Gabriel de Oliveira Bins

Faculdades Integradas de Cacoal Brasil

Felipe Nascimento Arroyo

ORCID iD Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Brasil

André Luis Christoforo

ORCID iD Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Brasil

Túlio Hallak Panzera

ORCID iD Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) Brasil

Diogo Aparecido Lopes Silva

ORCID iD Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Campus Sorocaba Brasil

Resumo

A construção civil está em constante busca por desenvolvimento sustentável e inovações, entre as quais está a utilização de pisos intertravados de concreto na pavimentação de vias, estacionamentos e calçadas. Essa área tem passado por transformações, visando à utilização dos resíduos gerados pela construção e demolição (RCD) em sua fabricação. Posto isso, o objetivo desta pesquisa foi avaliar, aos 7 dias e aos 28 dias, o desempenho da resistência à compressão e a absorção de água de pisos intertravados com a implementação do RCD. Foram utilizadas quatro dosagens de RCD (0%, 25%, 50% e 100%) em substituição do agregado miúdo. Após a moldagem, as peças foram submetidas aos ensaios propostos pela NBR 9781 (ABNT, 2013), verificando-se que apenas a dosagem de referência (0% RCD) alcançou 35 MPa de resistência à compressão, conforme as premissas da norma supracitada. Enquanto isso, nos ensaios de absorção de água, apenas as dosagens de 0% e 25% de RCD obtiveram os parâmetros estabelecidos pela norma. Sendo assim, a implementação do RCD em pisos intertravados não alcançou as exigências normativas estabelecidas pela NBR 9781 (ABNT, 2013). Porém, no mercado da pavimentação, existem pisos intertravados comerciais com resistência a partir de 25 MPa para tráfegos leves, o que implica que a dosagem com teor de 25% de RCD apresenta potencial de uso em tais condições.

Palavras-chave


blocos de pavimentação; RCD; resistência à compressão


Texto completo:

Referências


ABCP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIMENTO PORTLAND. Guia básico de utilização do cimento Portland. 7. ed. São Paulo, 2002. 28 p. (BT-106).

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7211: Agregados para concreto – Especificação. Rio de Janeiro, 2009a.

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9781: Peças de concreto para pavimentação – especificação e métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2013.

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 52: Agregado miúdo – Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2009b.

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 53: Agregado graúdo – Determinação da massa específica, massa específica aparente e absorção de água. Rio de Janeiro, 2009c.

ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 248: Agregados – Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2003.

ABRELPE – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LIMPEZA PÚBLICA E RESÍDUOS ESPECIAIS. Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2017. São Paulo, 2018. Disponível em: http://abrelpe.org.br/pdfs/panorama/panorama_abrelpe_2017.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

AMADEI, D. I. B. Avaliação de blocos de concreto para pavimentação produzidos com resíduos de construção e demolição do município de Juranda/PR. 2011. 53 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2011. Disponível em: http://repositorio.uem.br:8080/jspui/handle/1/3546. Acesso em: 12 maio 2022.

BARBOSA, M. R.; BASTOS, P. S. Traços de concreto para obras de pequeno porte. 8 p. Bauru: UNESP/Faculdade de Engenharia de Bauru, 2012. Disponível em: https://wwwp.feb.unesp.br/pbastos/site_paulo/Artigo%20Tracos%20Concreto-Paulo%20Bastos.pdf. Acesso em: 12 maio 2022.

CAPUTO, H. P. Mecânica dos solos e suas aplicações. 6. ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1996. Cap. 3, p. 21.

CONAMA – CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA nº 307, de 5 de julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Brasília, DF: CONAMA, 2002. Disponível em: https://cetesb.sp.gov.br/licenciamento/documentos/2002_Res_CONAMA_307.pdf. Acesso em: 12 maio 2022.

FERNANDES, I. D. Blocos de pavimento: produção e controle de qualidade. 1. ed. Ribeirão Preto: Treino Assessoria e Treinamentos Empresariais, 2009.

FIORITI, C. F. Pavimentos intertravados de concreto utilizando resíduos de pneus como material alternativo. 2007. 218 f. Tese (Doutorado em Ciências da Engenharia Ambiental) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2007. DOI: https://doi.org/10.11606/T.18.2007.tde-27092007-184727.

FRASSON JUNIOR, A. Proposta de metodologia de dosagem e controle do processo produtivo de blocos de concreto para alvenaria estrutural. 2000. 162 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000. Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/78274. Acesso em: 12 maio 2022.

GODINHO, D. P. Pavimento intertravado: uma reflexão sob a ótica da durabilidade e sustentabilidade. 2009. 158 f. Dissertação (Mestrado em Ambiente Construído e Patrimônio Sustentável) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/MMMD-8PDFFY. Acesso em: 12 maio 2022.

HALLACK, A. Pavimento intertravado: uma solução universal. Revista Prisma, v. 1, n. 1, p. 25-27, dez. 2001.

HOOD, R. S. S. Análise da viabilidade técnica da utilização de resíduos de construção e demolição como agregado miúdo reciclado na confecção de blocos de concreto para pavimentação. 2006. 150 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/12112. Acesso em: 12 maio 2022.

LEITE, M. B. Avaliação de propriedades mecânicas de concretos produzidos com agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. 2001. 290 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/21839. Acesso em: 12 maio 2022.

POON, C. S.; CHAN, D. Paving blocks made with recycled concrete aggregate and crushed clay brick. Construction and Building Materials, v. 20, n. 8, p. 569-577, 2006. DOI: https://doi.org/10.1016/j.conbuildmat.2005.01.044.

SCHVAICKARDT, C. M.; MATTOS, J. R. G. Proposta de traço para blocos de concreto de pavimento intertravado. Tecno-lógica, Santa Cruz do Sul, v. 22, n. 2, p. 157-166, jul./dez. 2018. DOI: https://doi.org/10.17058/tecnolog.v22i2.11797.

ZORDAN, S. E. Entulho da Indústria da Construção Civil. Fichas Técnicas, 2000. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/78785791/Ficha-Tecnica-Entulho-da. Acesso em: 15 maio 2019.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021id4975

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 473

Total de downloads do artigo: 189