Cultura Organizacional e Mudança: o estudo da Secretaria de Educação do Município de Serra Redonda-PB

Maria Luiza da Costa Santos

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) Brasil

Marcos Igor da Costa Santos

Universidade Federal de Alagoas (UFAL) Brasil

Landelina Tavares Pontes

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) Brasil

Resumo

Estudar a cultura organizacional é essencial para entender sua influência no comportamento das pessoas. São os valores, missão, objetivos que modelam a identidade da organização, a qual formada por pessoas com comportamentos divergentes, seguem valores comuns. É por meio da compreensão da cultura que é possível implantar mudanças no sentido de promover resultados que garantam a sobrevivência organizacional. No cenário público, as organizações tem sido impulsionadas a mudar e esse processo parece interferir no desempenho dos colaboradores no trabalho. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar a relação entre Mudança e Cultura em uma Secretária de Educação do Município de Serra Redonda do estado da Paraíba. A metodologia utilizada foi de natureza qualitativa, por meio de estudo realizado com embasamento descritivo e bibliográfico. Os dados foram coletados por um formulário aplicado aos funcionários, através da técnica de entrevista Os resultados apontam que esta organização enfrenta constante mudança em seus planos de trabalho, em decorrência de mudança na gestão do município, prejudicando a continuidade dos trabalhos e não oportunizando o envolvimento dos seus colaboradores. Foi possível verificar que os processos de mudanças ocorridos tem provocado resistências e impactos culturais à organização e ao ambiente de trabalho.

Palavras-chave


Cultura organizacional; Mudança; Resistência.


Texto completo:

Referências


ALBERT, S.; ASHFORTH, B.E.; DUTTON, J. Organizational identity and identification: charting new waters and building new bridges. Academy of Management Review, v. 25, n. 1, p. 13-17, 2000.

ARAUJO, Luís César G. de. Gestão de pessoas. São Paulo: Atlas, 2008.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Portugal. Edições 70, LDA, 2009.

BECKERT, M.C. P.; JOHAM, S. L.; OLIVEIRA, A. A. L. Gestão da mudança e cultura organizacional. Rio de Janeiro: FGV Management, 2015.

BROWN, A.; STARKEY, K. Organizational identiy and learning: a psychodynamic perspective. Academy of Management Review, v. 25, n. 1, p.102-120, 2000.

COHEN, R. Allan; FINK, L. Stephen. Comportamento organizacional: conceitos e estudos de casos. 7. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2003.

FLEURY, Maria Helena Leme; SAMPAIO, Jáder dos Reis. Uma discussão sobre Cultura Organizacional. IN: Vários autores. As pessoas na Organização. São Paulo: Ed. Gente, 2002. p. 283-294.

FREITAS, Maria Ester de. Cultura Organizacional: evolução e crítica. 1.ed. Rio de Janeiro. Cengace, 2007.

HATCH, M. J.; SCHULTZ, M. Relations between organizational culture, identityand image. European Journal of Marketing, v. 31, n. 5, p. 356-365, 1997.

HITT, Michael; MILLER, Chet; COLELLA, Adrienne. Comportamento Organizacional: uma abordagem estratégica. Rio de Janeiro: LTC, 2007.

KLIKSBERG, B. Como transformar o Estado, para além dos mitos e dogmas. Brasília: ENAP, 1992.

LACOMBE, F. J. M. Recursos humanos: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva, 2009.

REZENDE, F. P.; FREITAS, F. O.; SILVA, E.A.T. O. Cultura Organizacional e Resistencia a Mudança. Disponível em: http://www.car.aedb.br/seget/artigos11/305148 08.pdf. Acesso em: 02 de out. 2014.

ROBBINS, S. Comportamento Organizacional. Rio de Janeiro: LTC, 2010

SCHEIN, E. H. Cultura Organizacional e Liderança. São Paulo: Atlas, 2009.

SPINK, P. Continuidade e descontinuidade em organizações públicas: um paradoxo democrático. Cadernos Fundap, São Paulo, Ano 7, n. 13, p. 57-65, abr 1987.

ULRICH, D. Recursos Humanos Estratégicos. São Paulo: Ed. Futura, 2014.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

WOOD, T. Jr. Mudança organizacional. 5. Ed. São Paulo: Atlas, 2009.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n41p100-112

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 1743

Total de downloads do artigo: 1851