A inserção do ensino de Libras como L2 nos anos iniciais do ensino fundamental em uma escola municipal de Lagoa de Dentro-PB

Yanna Luiza do Nascimento Rodrigues

Secretaria de Educação do município de Lagoa de Dentro (PB) Brasil

Maria Clerya Alvino Leite

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) Brasil

Resumo

O objetivo deste trabalho consiste em investigar a prática pedagógica da docente responsável pelo ensino dessa língua, na rede municipal de ensino de Lagoa de Dentro-PB, em relação a aquisição/aprendizagem da Libras numa perspectiva inclusiva com discentes ouvintes dos anos iniciais do ensino fundamental, analisando ainda, os procedimentos metodológicos, recursos didáticos e atividades visuogestuais utilizadas em sua prática. A pesquisa delineou-se diante de uma abordagem qualitativa e interpretativa por meio de um questionário investigativo direcionado ao docente titular pelo ensino de Libras. Os resultados apontaram tratar-se de uma profissional com experiência no ensino de Libras em várias modalidades de ensino, pois ela ensina a alunos do ensino fundamental como também leciona em cursos de graduação. Além disso, se considera uma profissional capacitada para exercer seu ofício no ensino de Libras por ter formação inicial e continuada na área. Como também, avalia importante a introdução do ensino dessa língua como L2 nos anos iniciais do ensino fundamental para alunos ouvintes, sentindo-se realizada por ministrar tal ensino fazendo a diferença. Relatou que as aulas de Libras acontecem uma vez por semana e que durante o desenvolvimento desta, a língua oral prevalece na comunicação entre ela e os alunos ouvintes, tendo sua ação pedagógica voltada para metodologias ativas no processo ensino-aprendizagem caracterizando uma abordagem sociointeracionista, pois emprega nas aulas vídeos, cartazes e imagens de sinais com o objetivo de desenvolver a prática de sinalização com os alunos. Os resultados analisados demonstraram o alcance dos objetivos propostos, uma vez que exibiram a relevância de quanto a Libras carece ser reconhecida e acolhida como segunda língua para os ouvintes perante uma proposta de ampliação das relações interculturais e pessoais, confirmando um cenário inclusivo educacional que possibilite a reorganização do fazer pedagógico considerando as especificidades dos sujeitos envolvidos.

Palavras-chave


Libras; Alunos ouvintes; Prática docente; Recursos didáticos


Texto completo:

Referências


AZEVEDO, L. F; ALENCAR, R. M. G. A importância do ensino da Língua Brasileira de Sinais – (LIBRAS) para educação infantil e formação dos professores das séries iniciais. Revista Brazilian Journal of Development. Curitiba, v.7, n. 1, p. 5648-5671, jan. 2021. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/23215. Acesso em: 3 fev. 2021.

BRASII. Lei n°10. 436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais- Libras e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 10 abr. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 10 abr. 2020.

BRASIL. Decreto nº 5. 626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10. 436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais- Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 dez. 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 10 abr. 2020.

BRASIL. Resolução nº 510, de 7 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais cujos procedimentos metodológicos envolvam a utilização de dados diretamente obtidos com os participantes ou de informações identificáveis. Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Saúde, 2016.

BARBOSA, A C. A.; LACERDA, L. L. Parâmetros de ensino em língua Brasileira de sinais como L2. Indaial-SC: UNIASSELVI, 2019.

FIGUEIREDO, F. J. Q. A aprendizagem colaborativa de línguas: algumas considerações conceituais e terminológicas. In: (Org.). A aprendizagem colaborativa de línguas. Goiânia: Ed. UFG, 2006. p. 11- 45.

FIGUEIREDO, F. J. Q. Aprendendo com os erros: uma perspectiva comunicativa de ensino de línguas. 3. ed. Goiânia: Editora UFG, 2015.

GESSER, A. O ouvinte e a surdez: sobre ensinar e aprender a Libras. São Paulo: Parábola, 2012.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

HONORA, M. Inclusão educacional de alunos com surdez: concepção e alfabetização. São Paulo: Cortez, 2014.

IFRS. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Rio Grande. Manual para o professor: Orientações para o exercício da docência em sala de aula regular com alunos surdos inclusos, 2014. Disponível em: http://blog.aai.ifrs.edu.br/wp-content/uploads/2015/03/GDIE-MOD-IV-disciplina-VIII-surdez.pdf. Acesso em: 07 dez. 2020.

ISAIA, S. M. A.; BOLZAN, D. P. V. Construção da profissão docente/professoralidade em debate: desafios para a educação superior. In: CUNHA, M I. (org). Reflexões e práticas em pedagogia universitária. Campinas, SP: Papirus, 2007.

KRASHEN, S. D. Second language acquisition and second language learning. Oxford: Pergamon Press Inc., 1981.

LIMA, R. P; MAIA, A. M. F.; SILVA, J. A. T. Estratégias lúdicas no ensino de Libras para alunos surdos do ensino fundamental em uma perspectiva bilíngue. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES, 10., FORUM PERMANENTE INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO EDUCACIONAL, 11., 2017, Aracaju. Anais [...].

MARCONI, M. de A; LAKATOS, E. M. Fundamentos da Metodologia Científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MIRANDA, A. P. S.; FIGUEIREDO, D. P; LOBATO, H. K. G. A tecnologia da informação e comunicação e ensino-aprendizagem de alunos surdos: relato sobre a experiência de uma professora da sala de informática. In: LOBATO, H. K. G; SILVA, L. F. R; FIGUEIREDO, D. P. (Org.) Diálogos sobre inclusão escolar e ensino-aprendizagem da Libras e língua portuguesa como segunda língua para surdos. Belém: UFPA, 2016. p. 18-33. Disponível em: https://livroaberto.ufpa.br/jspui/bitstream/prefix/519/1/Livro_DialogosInclusaoEscolar.pdf. Acesso em: 11 dez 2020.

MORAN C. J. M. Os desafios de educar com qualidade. In: MORAN C. J. M.; MASETTO, M.; BEHRENS, M. (Org.). Novas tecnologias e mediação pedagógica. 21. ed. Campinas: Papirus editora, 2013, v.1, p. 21-24.

MOREIRA, A. B. M. B. Hipóteses de letramento visual na construção da leitura e da escrita de estudantes surdos. Revista Polyphonía, Goiânia, v. 28, n.1, p113-130, 2017. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sv/issue/view/1763. Acesso em: 10 dez 2020.

MOTTA, J. A; GEDIEL, A. L. B. Formação de professores em Libras: um caminho para a inclusão escolar. diálogos entre culturas e sociedade. In: JORNADA DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS, 1., 2017, Santa Inês. Anais [...]. Santa Inês: UEMA, 2017. Disponível em: https://books.google.com.br/books?id=0_M4DwAAQBAJ&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 15 nov. 2020.

OLIVEIRA, P. S. J.; CASTRO, A. C. Processo ensino e aprendizagem de Libras: perspectivas para formação docente. In: - ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO, 16., 2012, Campinas. Anais [...], Campinas: UNICAMP, 2012. p. 553- 562. Disponível em: http://endipe.pro.br/ebooks-2012/1300p.pdf. Acesso em: 11 nov. 2020.

QUADROS, R. M. O ‘bi’ em bilinguismo na Educação de Surdos. In: FERNANDES, E. (Org.). Surdez e Bilinguismo. Porto Alegre: Mediação, 2005. cap. 2, p. 26-36. Disponível em: https://docplayer.com.br/28730188-O-bi-em-bilinguismo-na-educacao-de-surdos-ronice-muller-de-quadros-ufsc.html. Acesso em: 13 dez. 2020.

REZENDE, J. R. S. Aprendizagem colaborativa no ensino de Libras como segunda língua para ouvintes. Revista Caletroscópio, Mariana, v. 8, n..2, p.34-49, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufop.br:8082/pp/index.php/caletroscopio/issue/view/266/92. Acesso em: 10 dez 2020.

TONDINELLI, M. O. Os desafios da escola pública paranaense na perspectiva do professor PDE: Produções didático- pedagógicas. noções básicas de Libras para alunos ouvintes. Curitiba: UENO, 2016. (Cadernos PDE, v. 2).


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021id5656

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 504

Total de downloads do artigo: 197