Cinética de congelamento para crioconservação de sementes de amendoim, variedade BR1

Virgínia Mirtes de Alcântara Silva

Universidade Federal de Campina Grande Brasil

Mario Eduardo Rangel Moreira Cavalcanti Mata

Universidade Federal de Campina Grande Programa de Pós Graduação em Engenharia e Gestão de Recursos Naturais Brasil

Resumo

A criopreservação dos materiais biológicos a baixas temperaturas tornou-se um dos pilares da conservação, permitindo o aprimoramento genético e manutenção da viabilidade de espécies. Assim, a criopreservação pode ser definida como a conservação de material biológico a temperaturas abaixo de -130ºC, podendo-se usar temperaturas menores, existentes em balcões criogênicos que chegam a temperatura de -150ºC; ou no vapor do nitrogênio líquido (-170ºC)  e em imersão no nitrogênio líquido (-196ºC); permitindo que a crioarmazenagem do material biológico tenha um tempo ilimitado de conservação, ou por tempo ainda não definido pela ciência. Esta pesquisa teve como objetivo determinar as curvas de congelamento do Amendoim BR1 às temperaturas de -20ºC,-50ºC,-100ºC e -150ºC. Foi desenvolvido um sistema de aquisição de dados utilizando microtermopares cuja faixa de temperatura mensurável foi de -170 a +180 ºC, com precisão de ±0,5ºC, permitindo, automatizar e controlar o tempo de gravação de dados. A análise dos dados foi realizada no software Matlab, utilizando regressão não-linear através do método Gauss-Newton, cujos modelos matemáticos são baseados na equação de transferência de calor de Fourier. A partir da obtenção dos dados experimentais e de seu comportamento cinético foi possível determinar a difusividade térmica efetiva da semente de amendoim, cuja variação foi de 0,8 a 2,66 mm2/s, a energia de ativação encontrada foi de 1,03kJ a 1,93kJ. De acordo com os resultados obtidos verifica-se que o modelo proposto por Cavalcanti-Mata é o que melhor representa o comportamento cinético do criocongelamento das sementes de amendoim, tendo em vista que o erro médio relativo P(%) foi inferior a 10% em todas as temperaturas, como, também, obteve o maior coeficiente de determinação R2. Também foi demonstrado que a energia livre de Gibbs diminui com o decréscimo de temperatura, variando de 33,63kJmol-1 a 16,82kJmol-1, conforme a temperatura é reduzida.

Palavras-chave


Crioconservação. Plataforma Experimental. Coeficiente de Difusão. Energia de ativação. Energia Livre de Gibbs.


Texto completo:

Referências


ARAÚJO, M.S.O. de, BRAGA, M.E.D.,MATA, M. E. R. M. C., CINÉTICA DE CONGELAMENTO DE POLPA DE ACEROLA A BAIXAS TEMPERATURAS, Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.2, n.1, p.27-34, 2000.

BÁRBARA, E.P.S.; SILVA, A.A.; SOUZA, M.M.O.R.; GURGEL, Z.E.R.; MARCHI, M.N.G.; BELLINTANI, M.C. Germinação e criopreservação de sementes de cactos nativos da Bahia. Gaia Scientia. V.9, n.2, p.91-96, 2015

CAVALCANTI-MATA M. E. R. M.; DUARTE, M. E. M. Teoria e modelos matemáticos para congelamento de sementes. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, v. 13, p. 256–266, 1993.

CAVALCANTI-MATA, M. E. et al. Cinética de congelamento do feijão (Phaseolus vulgaris l.) a baixas temperaturas. Revista Brasileira de

Engenharia Agricola e Ambiental-Agriambi, v. 16, n. 6, 2012.

EL-RAWAS, A., HVIZDZAK, A., DAVENPORT, M., BEAMER, S., JACZYNSKI, J., & MATAK, K. (2012). Effectof electron beam irradiation on quality

indicators of peanut butter over a storage period. Food Chemistry, 133(1), 212–219

FERRARI, E.A.P.; COLOMBO, R.C.; FARIA, R.T.; TAKANE, R.J. Cryopreservation of seeds of Encholirium spectabile Martius ex Schultes f. by the vitrification method. Revista Ciência Agronômica. V.47, n.1, p.172-177, 2016.

GOLDFARB, M. et al. Cinética de congelamento criogênico de sementes de pinhão-manso (jatropha curcas l.). Embrapa Algodão-Artigo em periódico indexado (ALICE), Engenharia ambiental, v. 7, n. 1, p. 195-203, jan./mar., 2010., 2010.

INCROPERA, F. P. et al. Fundamentals of Heat and Mass Transfer. seventh. Nova Jersey, EUA: John Wiley and Sons, 2011. v. 7. 269 p.

JIDEANI, V. A.; MPOTOKWANA, S. Modeling of water absorption of botswana bambara varieties using peleg’s equation. Journal of Food Engineering, Elsevier, v. 92,n. 2, p. 182–188, 2009.

LEITE, J. C. A. et al. Cinética de resfriamento e caracterização física da manga (mangífera indica l.) variedade tommy atkins. Universidade Federal de Campina Grande, 2005.

LUCIANO, Karina M. da F. et al. Modelagem da Cinética de Congelamento Criogênico de Sementes de Feijão-lima como função do conteúdo inicial de água. Engenharia Agrícola , v. 39, n. 3, p. 331-340, 2019.

M. ÖZCAN, S. SETE análises físicas e químicas e composição de ácidos graxos de amendoim, amendoim e manteiga de amendoim de ÇOM e NC-7 cultivars Grasas Aceites , 54 ( 1 ) ( 2003 ) , pp. 12 – 18

MATA, M.; BRAGA, M. E. D.; SILVA, M. d. Curvas de congelamento de frutos de cajá (spondias lutea l.) a temperaturas semi-criogênicas. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, Especial, n. 1, p. 55–62, 2003.

MOHSENIN, N. N. Physical properties of plant and animal materials. [S.l.], 1986.

MOLINA, T.F.; TILIMANN, M.A.A.; DODE, L.B.; VÉGAS, J. crioconservação em sementes de cebola. Revista Brasileira de Sementes. V.28, n.3, p.72-81, 2006.

MORETZSOHN, M.C., GOUVEA, E.G., INGLIS, P.W., LEAL-BERTIOLI, S.C., VALLS, J.F., BERTIOLI, D.J., 2013. A study of the relationships of cultivated peanut (Arachis hypogaea) and its most closely related wild species using intron sequences and microsatellite markers. Ann. Bot. Lond. 111, 113–126.

OECD/FAO (2018), OECD-FAO Agricultural Outlook 2018-2027, OECD Publishing, Paris/Food and Agriculture Organization of the United Nations, Rome. https://doi.org/10.1787/agr_outlook-2018-en

PANDEY, M.K., MONYO, E., OZIAS-AKINS, P., LIANG, X., Guimaraes, P., Nigam, S.N., Upadhyaya, H.D., Janila, P., Zhang, X., Guo, B., Cook, D.R., Bertioli, D.J., Michelmore, R., Varshney, R.K., 2012. Advances in Arachis genomics for peanut improvement. Biotechnol. Adv. 30, 639–651.

QIANG, WANG et al. Revise as características de processamento de cereais e oleaginosas e sua tecnologia de avaliação de aptidão para processamento. Revista de agricultura integrativa , v. 16, n. 12, p. 2886-2897, 2017.

UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE, NATIONAL AGRICULTURAL STATISTICS Service. Crop Prod. 502 June 2016. ISSN: 1936-3737.

USDA. 2017. China: Oilseeds and Products Update. Foreign Agricultural Service, United States Department of Agriculture, Washington, D.C. [2017-8-30]. https://www. fas.usda.gov/data/china-oilseeds-and-products-update-15

WANG,QIANG; WANG .; HUANG. Características de processamento de amendoim e avaliação da qualidade. Springer Singapura, 2018.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n48p220-232

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 329

Total de downloads do artigo: 244