Bloco de concreto com incorporação de escória de aciaria BSSF: um estudo para substituição de agregados naturais

Leandro Henrique Benittez

ORCID iD Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Brasil

José da Costa Marques Neto

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Brasil

Fernanda Giannotti da Silva Ferreira

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Brasil

Fabiano Ferreira Chotoli

ORCID iD Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) Brasil

Rafael Francisco Cardoso dos Santos

Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) Brasil

Mário Sérgio Guilge

ORCID iD Companhia Industrial de Cimento Apodi Brasil

Resumo

A incorporação de resíduo gerado pela indústria siderúrgica em componentes cimentícios contribui na destinação final de um passivo ambiental de maneira sustentável. Este estudo tem o objetivo de analisar as características físicas e mecânicas de blocos de concreto de vedação fabricados com escória de aciaria BSSF em substituição aos agregados naturais. Assim, foram realizadas substituições parciais de 20, 40, 60, 80% dos agregados naturais pelo artificial na produção dos blocos. Foram utilizados na fabricação dos blocos cimento Portland, areia natural, pedrisco, pó de pedra, escória de aciaria BSSF, aditivo e água. Os blocos de concreto foram fabricados em uma indústria de artefatos de cimento para obter resultados em escala. Em seguida, os blocos foram ensaiados quanto à análise dimensional, absorção de água, área líquida e resistência à compressão aos 28 dias de idade. Os resultados mostraram que é viável a incorporação de escória de aciaria BSSF em blocos de concreto, uma vez que os blocos produzidos atenderam aos requisitos normativos. Destaca-se que os blocos com a substituição de 60% de agregados apresentaram melhores resultados. O estudo é inovador e contribui para utilização de um resíduo sólido industrial considerado, atualmente, um passivo ambiental, além de agregar qualidade ao produto fabricado.

Palavras-chave


Bloco de concreto; Escória de aciaria BSSF; Bloco com agregado artificial


Texto completo:

Referências


ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR NM 13:2012 (Errata 1:2013). Cimento Portland - Análise química - Determinação de óxido de cálcio livre pelo etileno glicol. Rio de Janeiro, 2012, 4 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 18:2012 Cimento Portland - Análise química - Determinação de perda ao fogo. Rio de Janeiro, 2012, 4 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 45:2006 Agregados – Determinação de massa unitária e do volume de vazios. Rio de Janeiro, 2006. 8 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 46:2003 Agregados – Determinação do material fino que passa através da peneira 75 μm, por lavagem. Rio de Janeiro, 2003. 6 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 52:2003 Agregado miúdo - Determinação da massa específica e massa específica aparente. Rio de Janeiro, 2003. 6 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 53:2009 Agregado graúdo - Determinação de massa específica, massa específica aparente e absorção de água. Rio de Janeiro, 2009. 14 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 248:2003 Agregados- Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro, 2003. 13 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6136:2016 Blocos vazados de concreto simples para alvenaria – Requisitos. Rio de Janeiro, 2016. 10 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7211:2009 Agregados para concreto – Especificação. Rio de Janeiro, 2009. 12 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10.004:2004 Resíduos sólidos – Classificação. Rio de Janeiro, 2004. 71 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12.118:2013 Blocos vazados de concreto simples para alvenaria – Métodos de ensaio. Rio de Janeiro, 2013. 14 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14656:2001 (Confirmada em 2019). Cimento Portland e matérias-primas - Análise química por espectrometria de raios X - Método de ensaio. Rio de Janeiro, 2001, 6 p.

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16697:2018 Cimento Portland – Requisitos. Rio de Janeiro, 2018, 12 p.AMERICAN STANDARD OF TESTING MATERIALS. ASTM E246:2010. Standard Test Methods for Determination of Iron in Iron Ores and Related Materials by Dichromate Titrimetry. West Conshohocken, PA, 2010, 9 p.

ANGULO, S. C.; FIGUEIREDO, A. D. Concreto com agregados reciclados. In: Concreto: ciência e tecnologia. 1 ed. São Paulo: IBRACON, 2011. Editor Geraldo C. Isaia, v. 2. 1731-1767.

CHOTOLI, F. F. Obtenção de clínquer de cimento a partir de escória de aciaria a oxigênio: estudo em escala laboratorial. 2006. 170 p. (Dissertação) Mestrado Profissional em Habitação: Planejamento e Tecnologia. Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, IPT, Brasil.

CSP, 2021. Co-produtos: Escória de Aciaria e Alto-Forno. Companhia Siderúrgica do Pecém. Disponível em: https://www.cspecem.com/pt-br/produtos/co-produtos/. Acesso em: 05 de março de 2021.

DIAS, A. R. O.; AMANCIO, F. A.; SOUSA, I. L. X.; LUCAS, S. O.; LIMA, D. A.; CABRAL, A. E. B. Efeitos da substituição do cimento Portland por escória de aciaria BSSF nas propriedades físicas e mecânicas do concreto. Revista Matéria, v. 25, n. 4, ISSN 1517-7076 artigos e-12890, 2020.

ENERGY, 2015. Conservação de energia e proteção ambiental. Companhia de Engenharia e Tecnologia da Baosteel Ltda. Disponível em: . Acesso em: 15 de maio de 2019.

FARIA, R. A. F. Contribuição ao estudo das propriedades mecânicas e da durabilidade de concretos com escória de aciaria elétrica (EAF) como agregado graúdo. 2007. 146 p. Dissertação (mestrado) – Engenharia Civil, Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 2007.

FERNANDES, I. D. Blocos e Pavers Produção e Controle de Qualidade. 6 ed. Rib. Preto - SP. 2015. 200 p.

GEYER, R. M. T. Estudo sobre a potencialidade do uso de escórias de aciaria como adição ao concreto. Porto Alegre. 2001. 170 p. Tese (doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre. 2001.

GUANGQIANG LI, HONGWEI NI. Recent progress of hot stage processing for steelmaking slags in china considering stability and heat recovery. Second International Slag Valorisation Symposium – The transition to sustainable Materials Management, 2011.

INSTITUTO AÇO BRASIL - IABR. Relatório de Sustentabilidade. Rio de Janeiro, 2018. 84 p.

INSTITUTO AÇO BRASIL – IABR. Anuário Estatístico 2020. Rio de Janeiro, 2020. 89 p.

MACHADO, A. T. Estudo comparativo dos métodos de ensaio para avaliação da expansibilidade das escórias de aciaria. 2000. 135 p. Dissertação (mestrado) – Engenharia Civil, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2000.

PACHECO, R. F. R. Efeitos da substituição do cimento Portland por escória de aciaria BSSF nas propriedades físicas e mecânicas do concreto. 2017. 297 p. Tese (doutorado) – Engenharia Metalúrgica e de Materiais, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

RAPOSO, C. O. L. Estudo experimental de compactação e expansão de uma escória de aciaria LD para uso em pavimentação. 2005. 163 p. Dissertação (mestrado) – Engenharia Civil, Universidade Federal do Espirito Santo. Vitória, 2005.

SANTOS, C. R. Estudo da utilização de rejeitos de carvão na fabricação de blocos de concreto para pavimentação em substituição ao agregado miúdo natural. 2012. 160 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Minas, Metalúrgica e Materiais) – Escola de Engenharia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2012.

SANTOS, D. H.; MARINHO, A. L. B.; BARROS, T. R.; SILVA, G. J. B.; PEIXOTO, R. A. F. Blocos de concreto produzidos com escória de aciaria para uso em alvenaria modular. 2014. Anais do 56° Congresso Brasileiro de Concreto Ibracon.

SILVA, M. J. Elementos de concreto para pavimentação produzidos com agregados de escória de aciaria. 2011. 130p. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil do CEFET-MG. Belo Horizonte, 2011.

SOUSA, G. M. Estudo experimental de escória de aciaria para fins de caracterização tecnológica como material de lastro ferroviário em vias sinalizadas. 2007. 142 p. Dissertação (mestrado) – Programa de Pós Graduação em Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.

SOUZA, T. V. P. Caracterização de escória de conversor a oxigênio obtida no processo BSSF antes e após tratamento hidrometalúrgico. 2016. 67 p. Dissertação (Mestrado) Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais na Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 2016.

YANIK, K. Report: global demand for aggregates to rise. 2016. Disponível em: . Acesso em: 18 maio de 2019.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021id5214

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 369

Total de downloads do artigo: 209