Avaliação preliminar da qualidade da água em área de extração de mariscos no Rio Paraíba, Cabedelo/PB

Ane Josana Dantas Fernandes

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Maria Mônica Lacerda Martins Lúcio

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Daisy Lee Sales de Araújo

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Liohane Lilian Ramalho Guedes

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Leandro de Lima Trajano

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Ana Paula de Sena Santos

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Rômulo Wilker Neri de Andrade

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Cabedelo Brasil

Resumo

Avaliou-se a qualidade da água que margeia as croas Lombo da Vara, Croa do Ferro e Boca do Rio, localizadas no estuário do Rio Paraíba, nas proximidades do bairro Renascer do município de Cabedelo/PB. Em cada croa foram monitorados dois pontos, totalizando seis pontos. A amostragem foi realizada mensalmente durante os meses de junho a novembro de 2013, sendo as coletas realizadas em triplicata. Os parâmetros avaliados compreenderam temperatura, turbidez, pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido e os nutrientes amônia, nitrito e fosfato. Os resultados foram discutidos levando em consideração a Resolução CONAMA N° 357/05, que classifica a área do estuário em estudo como sendo de água salobra de classe 2. Os resultados evidenciaram a presença de contaminação por amônia que é proveniente dos efluentes do presídio do Roger, do bairro do Renascer e de um viveiro de camarão localizado na região. No entanto, a amônia é arrastada pela dinâmica da maré, permanecendo em baixa concentração no meio. Esta, em um segundo momento, é oxidada a nitrito, que foi encontrado em valores baixos, estando de acordo com a Resolução CONAMA N° 357/05. O fosfato também esteve dentro dos padrões exigidos. Faz-se necessário um maior tempo de monitoramento da água, assim como a inserção de outros parâmetros como coliformes.

Palavras-chave


Estuário do Rio Paraíba; Análise de qualidade de água; Anomalocardia brasiliana


Texto completo:

DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v2n25p11-21

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 2284

Total de downloads do artigo: 1540