Metodologia ativa na engenharia: verificação da abp em uma disciplina de engenharia de produção e um modelo passo a passo

Thales Martins Ponciano

ORCID iD Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA) / Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Brasil

Frederico César de Vasconcelos Gomes

ORCID iD Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA) / Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Brasil

Isabela Carvalho de Morais

ORCID iD Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (ICEA) / Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) Brasil

Resumo

Este artigo verifica a aplicação da metodologia Aprendizagem Baseada em Problema (ABP) na disciplina de Sistemas de Desenvolvimento de Produto do curso de Engenharia de Produção de uma universidade pública brasileira. Por meio da caracterização da metodologia foi possível observar a aplicabilidade dessa ferramenta em um curso de Engenharia que envolve diversas áreas do conhecimento e concilia atividades teóricas e práticas. De modo geral, as metodologias ativas, como a ABP, podem estimular os alunos a desenvolverem habilidades, como organização, liderança e pensamento crítico, que ultrapassam o conteúdo programático das disciplinas. Sendo assim, foi proposto um modelo passo a passo para a aplicação da ABP.

Palavras-chave


Aprendizagem Baseada em Problema; Metodologia Ativa; Ensino em Engenharia


Texto completo:

Referências


BACKES, D. S. et al. Repensando o ser enfermeiro docente na perspectiva do pensamento complexo. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília, Brasil. v. 63, n. 3, p. 420, Maio de 2010.

BALIM, A. G. The effects of discovery learning on students’ success and inquiry learning skills. Eurasian Journal of Educational Research, v. 35, p. 1-20, 2009.

BRYMAN, A. Research methods and organization studies. Unwin Hyman, London (United Kingdom), 1989.

CYRINO, E. G.; TORALLES-PEREIRA, M. L. Trabalhando com estratégias de ensino aprendizado por descoberta na área da saúde: a problematização e a aprendizagem baseada em problemas. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro - RJ, v. 20, n. 3, p. 760 -790, 2004.

KURI, N. P.; SILVA, A. N. R.; PEREIRA, M. A. Estilos de aprendizagem e recursos da hipermídia aplicados no ensino de planejamento de transportes. Revista Portuguesa de Educação. Braga, Portugal. v. 19, n. 2, p. 111. Agosto de 2006.

LIMA, G. Z., LINHARES, R. E. C. Escrever bons problemas. Revista Brasileira de Educação Médica, p. 195 – 200, 2008.

MARTINS, H. S.; ESTUMANO, K. C.; TAVARES, D. M. L. Aplicação do Servqual na Definição dos Fatores Críticos de Sucesso de uma IES Privada no Brasil. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 35., 2015, Fortaleza. Anais. Fortaleza: Abepro, 2015.

MARTINS, V. W. B. Análise do desenvolvimento de competências gerenciais na construção civil através do modelo de aprendizagem baseado em problemas adaptado ao contexto organizacional. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Pará (UFP). Belém - PA. 2013.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde, 3ª Edição. São Paulo: Hucitec /Abrasco. 1994.

RIBEIRO, L. R. C. A Aprendizagem Baseada em Problemas (PBL): uma implementação na educação em engenharia na voz dos atores. 2005. Tese de Doutorado – Curso de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, 2005.

ROZENFELD, H. et al. Gestão de desenvolvimento de produtos: uma referência para a melhoria do processo. São Paulo: Saraiva, 2006.

SILVEIRA, M. A. A formação do engenheiro inovador: uma visão internacional. Rio de Janeiro PUC-Rio, Sistema Maxwell, 2005.

SOUZA, C. S.; IGLESIAS, A. G.; PAZIN-FILHO, A. Estratégias inovadoras para métodos de ensino tradicionais – aspectos gerais. Revista da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e do Hospital das Clínicas do FMRP, v. 47, n. 3, p. 284-292, julho de 2014.

TRAVERSINI, C. S.; BUAES, C. S. Como discursos dominantes nos espaços da educação atravessam práticas docentes? Revista Portuguesa de Educação. v. 22, n. 2, p. 141-158. 2009.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n34p32-39

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 2890

Total de downloads do artigo: 4069