Situação e ações fitossanitárias do Estado do Ceará: um estudo de caso do Cancro da Videira

Francisco Jorge Carlos de Souza Junior

ORCID iD Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) Brasil

Mayara Castro Assunção

ORCID iD Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) Brasil

Resumo

A fruticultura é uma importante atividade agrícola para o estado do Ceará, principalmente nas exportações, o que gera um aumento na participação na balança comercial cearense. As exportações de frutas frescas do Ceará em 2019 movimentaram mais de U$ 62 milhões, com produção de 1.319.140 toneladas, em uma área de 371.900 hectares. Entre as frutas cultivadas no Ceará, destaca-se o cultivo de uva, sendo o estado o quarto maior produtor da região Nordeste. Um dos principais entraves à viticultura são as doenças, pois provocam perdas na produtividade. Visto que o estado do Ceará é considerado área com presença de Xanthomonas campestri pv. viticola, que é uma praga quarentenária, o objetivo deste estudo foi avaliar a situação e as ações fitossanitárias na sanidade vegetal relacionadas a essa praga no estado. Foi observado que há uma política fitossanitária estadual de combate à praga quarentenária bem detalhada, além de uma estrutura montada para executar as ações de gestão das pragas pela Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (ADAGRI).  O programa estadual de prevenção, controle e erradicação do cancro bacteriano da videira do estado do Ceará foi eficiente para reduzir a ocorrência de Xanthomonas campestri pv. viticola em áreas de cultivo de Vitis spp.

Palavras-chave


Praga Quarentenária; Xanthomonas campestri pv. viticola; Ceará; Sanidade vegetal


Texto completo:

Referências


ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Anexo 21 – Fluxo para Levantamento, Identificação e Controle do Cancro Bacteriano da Videira- Xanthomonas campestris pv. viticola. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2010a. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FANEXOS&files=ANE%2021%20-%20FLuxo%20Levantamento%2C%20Identifica%C3%A7%C3%A3o%20e%20Controle%20do%20Cancro%20Bacteriano%20da%20Videira.doc. Acesso em: 14 jul. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Projeto de Levantamento, Identificação e Controle do Cancro Bacteriano da Videira. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2010b. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FIT&files=IT.VID%2012.00%20-%20Cancro%20Bacteriando%20da%20Videira%20(Corrigido).doc. Acesso em: 13 jul. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório anual de atividades da DISAV - 2011. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2011. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=2.Relat%C3%B3rio%20Anual%20DISAV%202011.pdf. Acesso em: 15 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Fiscais apreendem mudas de uvas em Mauriti. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2013. Disponível em: https://www.adagri.ce.gov.br/2013/06/03/fiscais-apreendem-mudas-de-uvas-em-mauriti/. Acesso em: 26 fev. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório anual de atividades da DISAV - 2015. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2015. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=3.RELAT%C3%93RIO%20DISAV%202015.pdf. Acesso em: 15 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório de gestão – DISAV 2016. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2016. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=4.RELAT%C3%93RIO%20DISAV%20%202016.pdf. Acesso em: 10 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório de gestão – DISAV 2017. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2017. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=5.RELAT%C3%93RIO%20DISAV%202017.pdf. Acesso em: 15 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório de gestão – DISAV 2018. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2018. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=6.RELAT%C3%93RIO%20DISAV%20%202018.pdf. Acesso em: 15 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Relatório de gestão – DISAV 2019. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2019. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD/download?path=%2FRELAT%C3%93RIOS&files=7.Relat%C3%B3rio%20DISAV%202019.pdf. Acesso em: 15 mai. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Defesa Vegetal. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2020a. Disponível em: https://www.adagri.ce.gov.br/defesa-vegetal/. Acesso em: 29 jul. 2020a.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Legislação vegetal – Estadual. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2020b. Disponível em: https://www.adagri.ce.gov.br/legislacao-vegetal-estadual/. Acesso em: 14 jul. 2020.

ADAGRI – AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO CEARÁ. Manual de procedimentos operacionais em postos de vigilância trânsito agropecuário. Fortaleza: Agência de Defesa Agropecuária do Ceará, 2020c. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/WHbjyHaLrYCqcDD?path=%2FMANUAIS#pdfviewer. Acesso em: 30 jul. 2020.

AMORIM, L.; REZENDE, J. A. M.; BERGAMIN FILHO, A.; CAMARGO, L. E. A. Manual de Fitopatologia: Doenças das plantas cultivadas. São Paulo: Agronômica Ceres, 2016.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa nº 2, de 18 de fevereiro de 2014. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 35, p. 18, 19 fev. 2014.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa n° 29, de 18 de outubro de 2019. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 214, p. 6, 5 nov. 2019.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa n° 33, de 24 de agosto de 2016. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 164, p. 18-27, 25 ago. 2016.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa n° 38, de 1 de outubro de 2018. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 190, p. 14, 2 out. 2018c.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa n° 39, de 1 de outubro de 2018, Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 190, p. 11-14, 2 out. 2018a. Disponível em: http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sanidade-animal-e-vegetal/sanidade-vegetal/arquivos-quarentena/PRAGASQUARENTENRIASAUSENTES_SITEMAPA_5.11.2019.pdf. Acesso em: 15 fev. 2020.

BRASIL – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. Instrução Normativa n° 57, de 8 de outubro de 2018. Diário Oficial da União: Seção 1, Brasília, DF, n. 202, p. 3, 19 out. 2018b.

CARVALHO, C.; SANTOS, C.; KIST, B. Anuário brasileiro da fruticultura. Santa Cruz do Sul: Gazeta Santa Cruz, 2017.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 12.228, de 9 de dezembro de 1993. Dispõe sobre o uso, a produção, o consumo, o comércio e o armazenamento dos agrotóxicos, seus componentes e afins bem como sobre a fiscalização do uso de consumo do comércio, do armazenamento e do transporte interno desses produtos. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 14 dez. 1993. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/meio-ambiente-e-desenvolvimento-do-semiarido/item/1688-lei-n-12-228-de-09-12-93-d-o-de-14-12-93. Acesso em: 2 mar. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 13.066, de 17 de outubro de 2000. Dispõe sobre a Defesa Sanitária Vegetal no Estado do Ceará e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 24 dez. 2000. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/seguridade-social-e-saude/item/2972-lei-n-13-066-de-17-10-00-do-24-10-00. Acesso em: 5 fev. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 13.496, de 2 de julho de 2004. Dispõe sobre a organização do sistema de defesa agropecuária e a criação da agência de defesa agropecuária de estado do Ceará – ADAGRI, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 5 jul. 2004. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/agropecuaria/item/4034-lei-n-13-496-de-02-07-04-d-o-de-05-07-04. Acesso em: 15 fev. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 14.145, de 25 de junho de 2008. Dispõe sobre a Defesa Sanitária Vegetal no Estado do Ceará e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 30 jun. 2008a. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/xmjZoRqxozneqdy/download. Acesso em: 15 fev. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 14.219, de 14 de outubro de 2008. Aprova a criação e estruturação dos cargos de fiscal estadual agropecuário e agente estadual agropecuário da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará – ADAGRI, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 21 dez. 2008b. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/trabalho-administracao-e-servico-publico/item/1615-lei-n-14-219-de-14-10-08-d-o-21-10-08. Acesso em: 20 mar. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei Complementar nº 71, de 26 de novembro de 2008. Dispõe sobre a prorrogação por tempo determinado dos contratos temporários da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará – Adagri, para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX, do art. 37 da Constituição Federal, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 12 dez. 2008c. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/trabalho-administracao-e-servico-publico/item/5539-lei-complementar-n-71-de-26-11-08-d-o-de-12-12-08. Acesso em: 12 abr. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 14.481, de 8 de outubro de 2009. Altera a Lei nº 13.496, de 2 de julho de 2004, que dispõe sobre a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 20 out. 2009. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/agropecuaria/item/4996-lei-n-14-481-de-08-10-09-d-o-de-20-10-09. Acesso em: 10 fev. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Decreto nº 30.578, de 21 de junho de 2011. Aprova o Regulamento da Lei nº 14.145, de 25 de junho de 2008, que dispõe sobre a Defesa Sanitária Vegetal do Estado do Ceará, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 21 jun. 2011. Disponível em: https://nuvem.adagri.ce.gov.br/index.php/s/3gJWeHLqPppDu63/download. Acesso em: 12 abr. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Lei nº 15.838, de 27 de julho de 2015. Dispõe sobre Taxa de Fiscalização e Prestação de Serviço Público. Diário Oficial do Estado do Ceará, Fortaleza, 30 jun. 2015. Disponível em: https://belt.al.ce.gov.br/index.php/legislacao-do-ceara/organizacao-tematica/trabalho-administracao-e-servico-publico/item/3748-lei-n-15-833-de-27-07-15-d-o-30-07-15. Acesso em: 12 abr. 2020.

CEARÁ – GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Estratégias para o agronegócio cearense. Fortaleza: Secretária do Desenvolvimento Econômico e Trabalho – SEDET, 2018. Disponível em: https://ppgea.ufc.br/wp-content/uploads/2019/06/estrategias-para-o-agronegocio-cearense.pdf. Acesso em: 29 jul. 2020.

CIPV – Convenção Internacional para Proteção dos Vegetais. Normas Internacionais para Medidas Fitossanitárias No 5 -Glossário de Termos Fitossanitários. Roma: FAO, 2009.

CNA — CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL. PIB do Agronegócio cresce 3,81% em 2019. Brasília: Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, 2019. Disponível em: https://www.cnabrasil.org.br/boletins/pib-do-agronegocio-cresce-3-81-em-2019#:~:text=O%20PIB%20(Renda)%20do%20agroneg%C3%B3cio,21%2C1%25%20em%202018. Acesso em: 15 mar. 2020.

FACHI, L. R.; KRAUSE, W.; VIEIRA, H. D.; ARAÚJO, D. V.; LUZ, P. B.; VIANA, A. P. Digital image analysis to quantify genetic divergence in passion fruit seeds. Genetics and Molecular Research, Ribeirão Preto, v. 18, n. 2, e16039955, 2019. DOI 10.4238/gmr18331.

FACHINELLO, J. C.; PASA, M. S.; SCHMTIZ, J. D.; BETEMPS, D. L. Situação e perspectivas da fruticultura de clima temperado no Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 33, p. 109-120, 2011. DOI 10.1590/S0100-29452011000500014.

FAO – FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS. FAOSTAT Statistical Database. Roma: Food and Agriculture Organization of the United Nations, 2020. Disponível em: http://www.fao.org/faostat/en/#home. Acesso em: 26 fev. 2020.

FERREIRA, M. A.; BONNEAU, S.; BRIAND, M.; CESBRON, S.; PORTIER, P.; DARRASSE, A.; GAMA, M. A. S.; BARBOSA, M. A. G.; MARIANO, R. L. R.; SOUZA, E. B.; JACQUES, M. A. Xanthomonas citri pv. viticola affecting grapevine in Brazil: emergence of a successful monomorphic pathogen. Frontiers in Plant Science, Lausanne, v. 10, p. 1-18, 2019. DOI 10.3389/fpls.2019.00489.

FIDELIS, E. G.; LOHMANN, T. R.; SILVA, M. L.; PARIZZI, P.; BARBOSA, F. F. L. (ed.). Priorização de pragas quarentenárias ausentes no Brasil. Brasília: Embrapa, 2018.

FREIRE, F.; OLIVEIRA, A. D. S. Ocorrência do cancro-bacteriano da videira no Estado do Ceará. Fortaleza: Embrapa Agroindústria Tropical, 2001. 2 p. (Comunicado Técnico, 62).

FREIRE, F. C. O. A introdução de fitopatógenos e doenças emergentes na agricultura cearense. Essentia, Sobral, v. 16, n. 2, 2015.

FREITAS, S. S.; SERAFIM, F. A. T.; LANÇAS, F. M. Determination of target pesticide residues in tropical fruits employing matrix solid-phase dispersion (MSPD) extraction followed by high resolution gas chromatography. Journal of the Brazilian Chemical Society, São Paulo, v. 29, n. 5, p. 1140-1148, 2018. DOI 10.21577/0103-5053.20180041.

GONZAGA, V.; MOURA, R. M. A agricultura brasileira e a ameaça dos nematoides quarentenários. Anais da Academia Pernambucana de Ciência Agronômica, Recife, v. 16, n. 2, p. 15-23, 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Brasília: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2019. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/home/lspa/ceara. Acesso em: 11 mar. 2020.

IPECE – INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ. Pib trimestral do Ceará 4º trimestre e ano de 2019. Fortaleza: Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará, 2020. Disponível em:https://www.seplag.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/14/2020/04/APRESENTACAO_PIB_4o_TRIM2019.pdf. Acesso em: 26 fev. 2020.

LOPES, P. R. C.; OLIVEIRA, I. V. M.; SARMENTO, D. H. A. Avanços na produção de frutas de clima temperado no Estado do Ceará. In: SEMANA INTERNACIONAL DA FRUTICULTURA E AGROINDÚSTRIA, 20., 2013, Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza: Instituto Frutal, 2013.

MALAVOLTA JÚNIOR, V. A.; ALMEIDA, I. M. G.; SUGIMORI, M. H.; RIBEIRO, I. J. A.; RODRIGUES NETO, J.; PIRES, E. J. P.; NOGUEIRA, E. M. C. Occurrence of Xanthomonas campestris pv. viticola in grape in Brazil. Summa Phytopathologica, Botucatu, v. 25, n. 3, p. 262-264, 1999.

MELLO, L. M. R. Vitivinicultura brasileira: Panorama 2018. Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2019. 12 p. (Comunicado Técnico, 210).

NEVES, L. C. Manual pós-colheita da fruticultura brasileira. 1. ed. Londrina: Eduel, 2016.

OLIVEIRA, M. D.; PAULA, S. D. Propostas metodológicas para análise de risco de pragas quarentenárias de material vegetal. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2000.

OLIVEIRA, M. R. V. Preocupações de sanidade vegetal no país. Brasília: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, 2015. Disponível em: https://ambientes.ambientebrasil.com.br/biotecnologia/artigos_de_biotecnologia/preocupacoes_de_sanidade_vegetal_no_pais.html. Acesso em: 20 jul. 2020.

PEREIRA, G. E.; ARAÚJO, A. J. B.; SANTOS, O. J.; OLIVEIRA, S. V.; NASCIMENTO, R. L.; QUINTINO, C.; VANDERLINDE, R.; LIMA, L. L. A. Chemical and aromatic characteristics of Brazilian tropical wines. Acta Horticulturae, Hague, v. 91, p. 135-140, 2011. DOI: 10.17660/ActaHortic.2011.910.11.

SOUSA, E. P.; MIRANDA, S. H. G. Competitividade dos produtores de melão na Área Livre de Anastrepha grandis no Nordeste brasileiro. Revista de Ciências Agrárias, Lisboa, v. 41, n. 1, p. 211-220, 2018. DOI 10.19084/RCA17131.

SPADOTTO, C. A.; MINGOTI, R.; HOLLER, W. A. Distribuição da produção agrícola e vias de acesso de pragas quarentenárias no Brasil. Campinas: Embrapa Gestão Territorial, 2014.

VITAL, T. Vitivinicultura no Nordeste do Brasil: Situação recente e perspectivas. Revista Econômica do Nordeste, Fortaleza, v. 40, n. 3, p. 499-524, 2009.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021id4834

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 377

Total de downloads do artigo: 164