Contribuição para autogestão dos Empreendimentos Econômicos Solidários vinculados ao Fórum de Economia Solidária de Guarabira (PB) e região

Edilane Moisés do Nascimento

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Guarabira Brasil

Tatiana Losano de Abreu

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Guarabira Brasil

Wiliane Viriato Rolim

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus João Pessoa Brasil

Rômulo Leite Amorim

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Campus Guarabira Brasil

Resumo

Embora moldados por práticas de autogestão, os Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) vinculados ao Fórum de Economia Solidária de Guarabira (PB) e Região perpassam por diversas dificuldades no que tange a este modelo administrativo. Tendo em vista essa realidade, desenvolveu-se o presente estudo relacionado à área de gestão com enfoque nas funções administrativas, visando identificar as possíveis dificuldades ligadas à essa área que impedem o desenvolvimento pleno da autogestão nesses empreendimentos. Nesse sentido, baseamo-nos nas obras de França (2007) e Gaiger (2007) para elucidar nossa compreensão da Economia Solidária (ES) , e buscamos em Barcelos e Lechat (2008) o conceito de autogestão. Maximiniano (2000) deu o suporte teórico à hipótese de que as práticas da boa administração podem ser adaptadas para a especificidade dos EES. Em Chiavenato (2003) e Rosses (2014) buscou-se os conceitos de Administração de Empresas, e em Chagas (2015) e Araújo e Santana (2015) corroboramos a necessidade da adequação desses princípios aos EES. A metodologia utilizada caracteriza-se como exploratória, descritiva e qualitativa. Foi possível perceber que as funções administrativas são ações, em geral, já desenvolvidas pelos EES, porém o planejamento ainda é uma prática pouco usual, sendo importante tornar os métodos e as ferramentas da administração mais acessíveis à realidade dos trabalhadores da ES.

Palavras-chave


Economia Solidária; Empreendimentos Econômicos Solidários; Autogestão; Funções administrativas


Texto completo:

Referências


ARAUJO, Vagner; SANTANA, José. O planejamento financeiro como mecanismo de sustentabilidade dos empreendimentos informais da economia solidária. Salvador: Gestão & Planejamento, v. 16, n. 1, p. 94-111, jan./abr. 2015. Disponível em: file:///C:/Users/windows/Downloads/3199-14170-1-PB.pdf. Acesso em: 12 fev. 2020.

BARCELOS, E. S.; LECHAT, N. M. P. Autogestão: desafios políticos e metodológicos na incubação de empreendimentos econômicos solidários. Rev. Katál. Florianópolis v. 11 n. 1 p. 96-104 jan./jun. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-49802008000100009&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 dez. 2019.

CHAGAS, Henrique Pedrosa. Aspectos distintos de gestão de empreendimentos econômicos solidários: observação participante em cooperativa autogestionárias de catadores de matérias recicláveis. Tese de mestrado em Ciências- Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo. p 172. 2015. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3136/tde31122015103157/publico/DISSERTACAO_HenriqueChagas.pdf. Acesso em: 10 jan. 2020.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. 7º edição. São Paulo: Elsevier, 2003.

CORAGGIO, José Luis. Economia do Trabalho. In: CATTANI, Antonio David (Org.) et al. Dicionário Internacional da Outra Economia. 1. ed. São Paulo: Almedina Brasil, 2009. p. 120-127

EID, F; GALLO, A. R; PIMENTEL, A. E. B. Desemprego, exclusão e desafios para o desenvolvimento da economia solidária no Brasil. Rev. da ABET, Paraíba, v. 1, n. 1/2, p. 66-93, 2001.

FBES. O Fórum Brasileiro de Economia Solidária, 2001. Disponível em: https://fbes.org.br/2005/05/02/sobre-o-fbes/. Acesso em: 12 dez. 2019.

FRANÇA FILHO, G. C. Teoria e prática em economia solidária: problemática, desafios e vocação. Rev. de Ciências Sociais, vol. 7, n. 1, p. 155-174, 2007. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/742/74270108.pdf. Acesso em: 8 nov. 2019.

FRANTZ, Walter. Associativismo, Cooperativismo e Economia Solidária. Rio Grande do Sul: Unijui, 2012.

GAIGER, L. I. A outra racionalidade da economia solidária. Conclusões do primeiro Mapeamento Nacional no Brasil. Rev. Crítica de Ciências Sociais, Portugal, n. 79, p. 57-77, 2007. Disponível em: https://journals.openedition.org/rccs/725. Acesso em: 13 jan. 2020.

GAIGER, L. I. A dimensão empreendedora da economia solidária: notas para um debate necessário. Rev. Otra Economía, v.2, n. 3, p. 58-72, 2008. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/otraeconomia/article/view/1145/310. Acesso em: 13 jan. 2020.

GUIMARÃES, G. T. D. Resignificando os labirintos da pesquisa qualitativa: exercícios práticos e análise de discurso. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2015.

MAXIMIANO, Antônio César Amaru. Introdução a Administração. 5º edição. São Paulo: Atlas, 2000.

NEPOMUCENO, Vicente. et al. Autogestão nas Empresas Recuperadas por Trabalhadores: uma análise do caso Cooperminas. Rev. Tecnologia e sociedade, vol. 11, n. 22, p. 32-57, 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/4966/496650344003.pdf. Acesso em: 10 fev. 2020.

POCHMANN, Marcio. Política social na periferia do capitalismo: a situação recente no Brasil. Rev. Ciênc. & saúde coletiva [online], vol. 12, n. 6, pp. 1477-1489. 2007. ISSN 1413-8123. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000600010. Acesso em: 10 dez. 2019.

ROSA, Elieser Pedrosa. A administração de empreendimentos de economia solidária comparada a de empresas capitalistas. Salão de Iniciação Científica UFRGS, Porto Alegre, 2009.

ROSSES, Gustavo Fortinelli. Introdução a administração. Santa Catarina: Colégio Politécnico UFSM, 2014.

SILVA, Sandro Pereira; NAGEM, Fernanda Abreu. Dimensões Estruturais dos Empreendimentos de Economia Solidária: Uma Análise para os Estados da Bahia e Paraná. Rev. Econômica do Nordeste, Vol. 43, n. 2, 2012. Disponível em:https: //ren.emnuvens.com.br/ren/article/view/218. Acesso em: 10 dez. 2019.

SINGER, Paul. Economia solidária versus economia capitalista. Soc. estado. [online]. 2001, vol. 16, n. 1-2, pp. 100-112. ISSN 0102-6992. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922001000100005. Acesso em: 15 jan.

SILVA, S. P.; CARNEIRO, L. M. 2016. Análise das informações do mapeamento de economia solidária para empreendimentos de finanças solidárias. Mercado de Trabalho: Conjuntura e Análise, 60: 87-99.

SOUZA, Graziella; MAIA NETO, Francisco. O desenvolvimento econômico de Israel na perspectiva dos kibutzim. Rev. ETIC - Encontro de Iniciação Científica. Vol. 1, n. 1, 2005. Disponível em: http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/ETIC/article/view/935. Acesso em: 6 nov. 2020.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021id4423

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 350

Total de downloads do artigo: 175