Ansiedade traço-estado, risco de depressão e ideação suicida em gestantes de alto risco

Alice Correia Barros

ORCID iD Universidade Federal de Alagoas Brasil

Verônica de Medeiros Alves

ORCID iD Universidade Federal de Alagoas Brasil

Mara Cristina Ribeiro

ORCID iD Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas Brasil

Amuzza Aylla Pereira dos Santos

ORCID iD Universidade Federal de Alagoas Brasil

Leilane Camila Ferreira de Lima Francisco

ORCID iD Universidade Federal de Alagoas Brasil

Jaqueline Michelle da Conceição Alexandre

ORCID iD Universidade Federal de Alagoas Brasil

Resumo

Pregnancy is a period in the life of a woman that requires special attention due to the various physical, hormonal, psychological and social insertion changes. In this context, we thought about the following guiding question: Do high-risk pregnant women in Alagoas have high levels of anxiety trait and/or state, risk of depression and suicidal ideation? This study aims to evaluate the levels of anxiety trait and state, risk of depression and suicidal ideation in high-risk pregnant women, assisted by the health service of Alagoas, Brazil. It is a cross-sectional, descriptive study with quantitative approach. The research was conducted with a sample of 247 high-risk pregnant women in the four and only reference ambulatory clinics for high-risk pregnancy in the State of Alagoas. Four data collection instruments were used: Identification form, Anxiety Inventory, Depression Scale and Suicidal Ideation Scale. Descriptive Analysis through relative frequency, bivariate analysis through chi-square, Kolmogorov-Smirnov, Mann-Whitney and Pearson’s correlation. Regarding the level of anxiety, state anxiety was classified as high (9.7%), moderate (53.4%) and low (36.8%) and trait anxiety was classified as high 7.7%, moderate 59.5% and low 32.8%. A total of 62.8% pregnant women at risk for depression and 2.4% with suicidal ideation were identified. The higher the risk for depression, the greater the risk of having anxiety trait/state moderate and high (p < 0.00). The main risk factors found in this study are low schooling, low family income and non-pregnancy planning.
There was no relationship between depression and suicide attempt in high-risk pregnant women. The study shows that
high-risk pregnant women have moderate/high trait/state anxiety and risk for depression

Palavras-chave


Mental disorder. High-risk pregnancy. Anxiety. Depression. Suicidal ideation


Texto completo:

Referências


ALVES, J.S.; SIQUEIRA, H.C.H.; PEREIRA, Q.L.C.; Inventário de ansiedade Traço-Estado de gestantes. J nurs health. v.8, n.3, 2018.

A.P.A. American Psychiatry Association. Diagnostic and Statistical Manual of Mental disorders - DSM-5. 5th.ed. Washington: American Psychiatric Association, Artimed, 2014.

ARRAIS, A.R.; ARAUJO, T.C.C.F. Fatores de Risco e Proteção Associados à Depressão Pós-Parto no Pré-Natal Psicológico. Psicologia: Ciência e Profissão. v. 38, n. 4, p.711-729, 2018.

ARRAIS, A.R.; ARAUJO, T.C.C.F.; SCHIAVO, R.A. Depressão e Ansiedade Gestacionais Relacionadas à Depressão Pós-Parto e o Papel Preventivo do Pré-Natal Psicológico. Revista Psicologia e Saúde, v. 11, n. 2, p. 23-34, 2019.

ASSUMPÇÃO, G.L.S.; OLIVEIRA, L.A.; SOUZA, M.F.S. Depressão e suicídio: uma correlação. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas v. 3, n. 5, 2018.

BORGES, D.A.; FERREIRA, F.R.; MARIUTTI, M.G.; ALMEIDA, D.A. A depressão na gestação: uma revisão bibliográfica. Revista de Iniciação Científica da Libertas, v.1, n.1, p.85-99, 2011.

BOTEGA, N. J. Crise suicida: avaliação e manejo. 1. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de alto risco: manual técnico. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2012.

______. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2010.

CARVALHO, M.B. Psiquiatria para a Enfermagem. São Paulo: Rideel, 2012.

COSTA, L.D. et al. Perfil epidemiológico de gestantes de alto risco. Cogitare Enferm., v. 21, n. 2, p. 01-08, 2016.

DUDAS, R.B.; et al. Obstetric and psychosocial risk factors for depressive symptoms during pregnancy. Psychiatry Res., v. 30, n.200(2-3), p.323-8, 2012.

FERREIRA, G. S. Suicídio: problema de saúde pública. Revista Conversatio / XAXIM – SC. v. 1, n. 2, p. 533-546, 2016.

GAMZE, F.; MELTEM, M.K.; UMRAN, Y.O. Psychosocial Adaptation and Depressive Manifestations in High-Risk Pregnant Women: Implications for Clinical Practice. Worldviews on Evidence-Based Nursing. v.14, n.1, p.55-64, 2017.

GOUVEIA, V.V.; CHAVES, S.S.S.; OLIVEIRA, I.C.P.; DIAS, M.; GOUVEIA,

R.; ANDRADE, P. The use of the GHQ-12 in a general population: a study of its construct validity. Psicol Teor Pesqui, v.19, p.241-8, 2003.

JANTSCH, P.F.; et al. Principais características das gestantes de alto risco da região central do Rio Grande do Sul. Destaques Acadêmicos, v. 9, n. 3, p. 272-282, 2017.

KLIEMANN, A.; BOING, E.; CREPALD, M.A. Fatores de risco para ansiedade e depressão na gestação: Revisão sistemática de artigos empíricos. Mudanças – Psicologia da Saúde, v. 25 n. 2, p. 69-76, 2017.

LIMA, M.O.P. et al. Sintomas depressivos na gestação e fatores associados: estudo longitudinal. Acta Paul Enferm., v. 30. n. 1, p. 39-46, 2017.

MARTINELLI, K.G. et al. Adequação do processo da assistência pré-natal segundo os critérios do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento e Rede Cegonha. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. v. 36, n.2, p.56-64, 2014.

OLIVEIRA, D.C.; MANDU, E.N.T. Mulheres com gravidez de maior risco: vivências e percepções de necessidades e cuidado. Esc. Anna Nery, v. 19, n. 1, p. 93-101, 2015.

OLIVEIRA, V.J.; MADEIRA, A.M.F.; PENNA, C.M.M. Vivenciando a gravidez de alto risco entre a luz e a escuridão. Rev. Rene, v. 12, n. 1, p. 49-56, 2011.

REZENDE, C.L.; SOUZA, J.C. Qualidade de vida das gestantes de alto risco de um centro de atendimento à mulher. Psicólogo in Formação, v. 16, n. 16, 2012.

RODRIGUES, A.R.M. et al. Cuidado de enfermagem na gestação de alto risco: revisão integrativa. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 15, n. 3, 2016.

RODRIGUES, A.R.M. et al. Gravidez de alto risco: Análise dos determinantes de saúde. SANARE, v.16, n.01, p.23-28, 2017.

SANTOS, D.T.A.; CAMPOS, C.S.N.; DUARTE, M.L. Perfil das patologias prevalentes na gestação de alto risco em uma maternidade escola de Maceió, Alagoas, Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade, v.9, n.30, p.13-22, 2014.

SANTOS, M.D.L.; GALDEANO, L.E. Traço e estado de ansiedade de estudantes de enfermagem na realização de uma prova prática. Rev. Min. Enferm. v.13, n.1, p.76-83, 2009.

SAVIANI-ZEOTI, F.L.; PETEAN, E.B. Apego materno-fetal, ansiedade e depressão em gestantes com gravidez normal e de risco: estudo comparativo. Estudos de Psicologia, v. 32, n. 4, p. 675-683, 2015.

SILVA, M.M.J.; NOGUEIRA, D.A.; CLAPIS, M.J.; LEITE, E.P.R.S. Ansiedade na gravidez: prevalência e fatores associados. Rev Esc Enferm USP, 2017.

SILVA, D.S.D. et al. Depressão e risco de suicídio entre profissionais de enfermagem. Rev. esc. enferm. USP. v.49, n.6, 2015.

SILVA, V.M.C. et al. Fatores associados ao óbito fetal na gestação de alto risco: Assistência de enfermagem no pré-natal. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v.37, 2019.

SOUZA, M.G.; VIEIRA, B.D.G.; ALVES, V.H.; RODRIGUES, D.P.; LEÃO, D.C.M.R.; DE SÁ, A.M.P. Concern of primiparous women with regard to labor and birth. J Res Fundam Care, v.7, n.1, p.1987-2000, 2015.

TRAJANO, F.M.P.; ALMEIDA, L.N.A.; ARAÚJO, R.A.; CRISOSTOMO, F.L.S.; ALMEIDA, A.A.F. Níveis de ansiedade e impactos na voz: uma revisão da literatura. Distúrbios Comum, São Paulo. v. 28, n.3, p. 423-33, 2016.

VIDEBECK, S.L. Enfermagem em saúde mental e psiquiatria. 5ª ed. Porto Alegre. Artmed, 2012.

W.H.O. World Health Organization (WHO). The World health report : 2017 : Mental health: new understanding, new hope. Geneva, 2017.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2021v1n54p206-216

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 87

Total de downloads do artigo: 41