Perfil do consumidor de alimentos lácteos funcionais em Cuiabá-MT

Gabriel Silvério Filbido

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) Brasil

José Paulo Araujo Siquieri

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) Brasil

Alencar Garcia Bacarji

ORCID iD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) Brasil

Resumo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) classifica os alimentos funcionais como aqueles que contém uma propriedade funcional e que auxiliam a manutenção da saúde. O objetivo deste estudo foi caracterizar o perfil do consumidor de alimentos lácteos funcionais na cidade de Cuiabá-MT. Visando identificar o perfil deste consumidor, foram analisados os seguintes fatores demográficos: gênero, renda familiar, escolaridade, entre outros. Os resultados revelaram que a renda familiar predominante ficou entre 2 e 5 salários mínimos para entrevistados do grupo A e entre 5 e 10 salários mínimos para entrevistados do grupo B. De acordo com os dados encontrados, 50% dos entrevistados do grupo A priorizam a qualidade nutricional em um produto alimentício; por outro lado, os entrevistados do grupo B valorizam o sabor, 58,3%. Constatou-se que a maior parte dos consumidores do grupo B acreditam que o preço dos lácteos funcionais é justo. No entanto, o grupo A acredita que o preço destes alimentos é alto. A pesquisa revelou que grande parte do público consumidor possui características comuns, destacando-se as tendências de práticas saudáveis. Desse modo, foi possível observar que existe uma grande oportunidade para os fabricantes de produtos lácteos funcionais, segundo o perfil de consumo identificado na pesquisa.

Palavras-chave


Lácteos funcionais; Saudabilidade; Perfil do consumidor


Texto completo:

Referências


ASHWELL, M. et al. Functional foods: a simple scheme for establishing the scientific validity for all claims. Public Health Nutrition, v. 4, n. 3, p. 859-862, 2001.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS DE PRODUTOS NUTRICIONAIS - ABENUTRI. Disponível em: http://www.abenutri.org/wpcontent/uploads/2018/12/coletiva-pam2015.pdf. Acesso em: 7 jun. 2019.

ANVISA. Resolução nº 18, de 30 de abril de 1999. Aprova o Regulamento Técnico que estabelece as diretrizes básicas para análise e comprovação de propriedades funcionais e ou de saúde alegadas em rotulagem de alimentos, constante do anexo desta portaria. Brasília, DF: Anvisa, 1999. Disponível em: http://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MjI0OQ%2C%2C. Acesso em: 4 set. 2017.

FREWER, L. J.; BERGMANN, K.; BRENNAN, M.; LION, R.; MEERTENS, R.; ROWE, G. Consumer response to novel agri-food technologies: Implications for predicting consumer acceptance of emerging food technologies. Trends in Food Science & Technology, v. 22, n. 8, p. 442-456, 2011.

IBGE. Pesquisa nacional por amostra de domicílios. 2015. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv98887.pdf. Acesso em: 7 jun. 2019.

KOSTER, E. P. Diversity in the determinants of food choice: a psychological and perspective. Food Quality and Preference, v. 20, n. 2, p. 70-82, 2009.

KOTLER, P. Administração de marketing. 10.

ed. São Paulo: Prentice Hall, 2000. 764p.

KRYSTALLIS, A.; MAGLARAS, G.; MAMALIS, S. Motivations and cognitive structures of consumers in their purchasing of functional foods. Food Quality and Preference, Oxford, v. 19, n. 6, p. 525-538, 2008.

LANDSTRÖM, E.; HURSTI, U.-K. K.; BECKER, W.; MAGNUSSON, M. Use of Functional Foods among Swedish Consumers is Related to Health-Consciousness and Perceived Effect. British Journal of Nutrition, v. 98, n. 5, p. 1058-1069, 2007.

LEITE, R. C. O comportamento do consumidor de nível superior de produtos lácteos funcionais. 2011. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) – Programa de Pós-graduação em Agronegócios, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

MACHADO, J. G.; SCALCO, A. R. Estratégias de marketing em laticínios: um estudo em empresas da região de Tupã-SP. CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 44., 2006, Fortaleza. Anais... Fortaleza: SOBER/BNB 2006.

MALHOTRA, Naresh K. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 3. ed. Porto Alegre: Brookman, 2001.

MATTAR, F. N. Pesquisa de marketing: edição compacta. São Paulo: Atlas, 1996.

PINHEIRO et al. Comportamento do consumidor e pesquisa de mercado. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005. 154 p.

PLAYNE, M. J; BENNETT, L. E; SMITHERS, G. W. Functional dairy foods and ingredients. Australian Journal of Dairy Technology, Melbourne, v. 58, n. 3, p. 242-264, 2003.

POZZO, D. N. O perfil do consumidor de alimentos funcionais: um estudo bibliográfico das tendências mundiais. Revista Cadeia Produtiva, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2012.

RGNUTRI. Identidade em nutrição. A Influência da Alimentação na Qualidade de Vida. 2014.

SOLOMON, M. R. O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2016.

TERATANAVAT, R.; HOOKER, N, H. Consumer valuations and preference heterogeneity for a novel functional food. Journal of food Science, Chicago, v. 71, n. 7, p. 533-541, 2006.

VERBEKE, W.; VACKIER, I. Profile and effects of consumer involvement in fresh meat. Meat Science, Amsterdam, v. 67, p. 159-168, 2004.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n45p31-39

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 1562

Total de downloads do artigo: 1087