Crítica à submissão do feminino em Mulheres de Atenas, de Chico Buarque

Adaylson Wagner Sousa de Vasconcelos

ORCID iD Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Brasil

Vanessa Riambau Pinheiro

ORCID iD Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Brasil

Resumo

O escopo primeiro do presente artigo versa em discutir como se dá a crítica buarqueana à submissão do sujeito feminino ao masculino na sociedade brasileira, por meio da alegoria impressa na música Mulheres de Atenas, disponível no álbum Meus Caros Amigos (HOLANDA, 1976). Presente num meio hostil, impossibilitado de divulgar plenamente as suas convicções sócio-político-ideológicas, devido às sucessivas censuras realizadas pelos militares que se assenhoravam no poder do país, Chico Buarque torna-se um dos principais intelectuais nacionais a denunciar os excessos praticados nessa sociedade desigual que é a brasileira; tudo isso por meio de uma forma particular e repleta de metáforas capazes de expressar o real estado da sociedade da época. Assim, por meio da anunciada música, Buarque evidencia, além de todo esse contexto de repressão, como a mulher brasileira, em pleno fim do século XX, permanece ancorada ao homem, à figura masculina, motivada pelas estigmatizações e pressões de uma sociedade conservadora. Para tanto, com o intuito de melhor desenvolver a argumentação ora anunciada, utilizaremos como aparato teórico a base feminista, mecanismo no qual contempla as discussões de gênero – referente à opressão, ao silenciamento e à subalternidade –, estudos estes que buscam uma melhor inserção da mulher e de outros grupos compreendidos por minoritários, mas que permanecem até hoje sendo postos à margem do diálogo social.

Palavras-chave


Ditadura; Mulheres de Atenas; Feminino; Submissão


Texto completo:

Referências


BRASIL. Lei nº 6.515, de 26 de dezembro de 1977. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2017a.

______.Leinº11.340, de 07 de agosto de 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 ago. 2017b.

DHOQUOIS, R. O direito do trabalho e o corpo da mulher (França: séculos XIX e

XX) Proteção da produtora ou da reprodutora? In: MATOS, M. I. S. de (org.); SOIHET, R. (org.). O corpo feminino em debate. São Paulo: Editora UNESP, 2003, p. 47.

FERNANDES, R. N. (Org.). Chico Buarque - o poeta das mulheres, dos desvalidos e dos perseguidos (Ensaios). 01. ed. SãoPaulo:LeYa, 2013. Disponível em: . .

_______. Chico Buarque Poeta. In: FERNANDES, R. (Org.). Chico Buarque, o poeta das mulheres, dos desvalidos e dos perseguidos: ensaios sobre a mulher, o pobre e a repressão militar nas canções de Chico. 1. ed. São Paulo-SP: LEYA, 2013, p. 6. Disponível em: .

FRANÇA. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. 1789. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2017.

HOLANDA, Chico Buarque de. Chico Buarque de Holanda, v. 3 (LP). Rio de Janeiro: RGE, 1968.

______.Apesar de Você (Compacto). Rio de Janeiro: Philips, 1970.

______.Construção (LP). Rio de Janeiro: Philips, 1971.

______.Quando o Carnaval Chegar (LP). Rio de Janeiro: Philips, 1972.

______.Meus Caros Amigos (LP). Rio de Janeiro: Philips, 1976.

______. Chico Buarque (LP). Rio de Janeiro: Philips,1978.

______. Ópera do Malandro (Compacto). Rio de Janeiro: Philips,1979.

MOUSINHO, Luiz Antonio. Palcos de um planeta: Beatriz e O grande circo místico. In: FERNANDES, Rinaldo (Org.). Chico Buarque, o poeta das mulheres, dos desvalidos e dos perseguidos: ensaios sobre a mulher, o pobre e a repressão militar nas canções de Chico. 1ªed.São Paulo-SP: LEYA, 2013, p. 157-173. (Versão e-book em: https://goo.gl/3pn22j)

PEDRO, J. M. As representações do corpo feminino nas práticas contraceptivas, abortivas e no infanticídio - século XX. In: MATOS, M. I. S. de (org.); SOIHET, R. (org.). O corpo feminino em debate. São Paulo: Editora UNESP, 2003, p.157-176.

PERROT, M. Os silêncios do corpo da mulher. In: MATOS, M. I. S. de (org.); SOIHET, R. (org.). O corpo feminino em debate. São Paulo: Editora UNESP, 2003, p. 13-27.

SAYÃO, D. T. Corpo, Poder e Dominação: um diálogo com Michelle Perrot e Pierre Bourdieu. Perspectiva, Florianópolis/SC, v. 21, n.1, 2003, p.121-151.

VASCONCELOS, A. W. S. de. O Signo da Opressão na Música Xote dos Poetas, de Zé Ramalho e Capinan. Miguilim – Revista Eletrônica do Netlli, Crato, v. 3, n. 1, p. 99-113, jan/abr. 2014.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n42p93-101

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 1333

Total de downloads do artigo: 4334