Como pode ser representada a realidade na atualidade da educação básica no campo no Brasil?

Thiago Costa Ferreira

Instituto Nacional do Semiárido

Doutor e Mestre em Agronomia (UNESP e UFLA, respectivamente); Licenciando em Ciências Biológicas (UNICSUL); Bacharel em Agroecologia e Técnico em Agropecuária (UEPB). Pesquisador bolsista PCI DC - Projeto: Mapeamento, analises e identificação de agroecossistemas resilientes à mudanças climáticas e desertificação no semiárido brasileiro. Professor e pesquisador nas áreas de Ciências Biológicas (área básica da saúde, microbiologia, zoologia e ecologia), Agrárias (Produção Vegetal e Proteção de Plantas), Semiárido e Educação em Ciências Biológicas e Agrárias.

Resumo

A realidade atual do ensino no campo neste país ainda é bastante conturbada e informações reunidas e analisadas podem nortear avanços e mudanças nesta ação. Sendo assim, este trabalho faz uma análise da realidade da educação no campo na contemporaneidade brasileira. Esta pesquisa foi realizada reunindo e discutindo materiais atuais sobre esta temática em diversas fontes desta informação. Logo, o estudo cumpre o papel de contribuir com pesquisas de maior cunho desse segmento, e o desenvolvimento de tecnologias para a melhoria do processo de ensino-aprendizagem deste objeto de estudo, destacando a sua contribuição para formulação e melhoria de políticas públicas com mais eficácia direcionadas a educação brasileira no campo e na contemporaneidade. Portanto pode-se entender que a dinâmica de ensino no campo na atualidade brasileira necessita de maior atenção de todas as áreas da sociedade, ao passo que esta tem suas particularidades e necessidades complexas e diferenciadas, sendo está um fator que pode ser visto para o desenvolvimento da sociedade como um todo. Finalmente, as melhorias para o ensino básico em ambientes rurais no Brasil têm sido recorrente nos últimos anos, porém ainda são necessários maiores esforços da sociedade em geral para estabelecer melhores resultados.

Texto completo:

Referências


ANDRADE, J.S.; SOUZA, S.A. A importância da educação contextualizada para o desenvolvimento do semiárido. Revista NERA, v.19, n. 34, pp. 157-178, 2016.

ARAÚJO, B.R.G.; RABELLO, A.A; NAGEM, R.L.; VIEIRA, M.L.A.; GOMES, F.C.O. Construindo modelos didáticos: uma experiência em microbiologia. META, v.1, n.1, p.84 – 90, 2016.

ARAÚJO, J.P.; ASSIS, M.P.; COSTA, E.R. A sustentabilidade, a educação ambiental e o curso de Educação do Campo: é possível essa aproximação? Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 921-940, 2017. DOI:

BALLA, J.V.Q. et al. Panorama dos cursos de agroecologia no Brasil. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 9, n. 2, set. 2014.

BEZERRA, H. A contextualização de conhecimentos no ensino de microbiologia com base na teoria da aprendizagem significativa. 2016. 64f. Dissertação (Mestrado em Educação Agrícola). Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. 2016.

BÔAS, R.C.V.; NASCIMENTO JÙNIOR, A.F.; MOREIRA, F.M.S.. Utilização de recursos audiovisuais como estratégia de ensino de Microbiologia do Solo nos ensinos fundamental II e Médio. Revista Práxis, v. 10, n. 19, 2018.

BORGES JÚNIOR, M.; FERREIRA, M.C.S.; ARANHA, C.P. Oficina de tinta de terra: contextualizando pigmentos na disciplina de História da Química na LEdoC/UFMA. Revista Brasileira de Educação do Campo, v.3, n. 1, págs. 127-143, 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p596

BORGES, D,G,. O desmonte da educação do campo no nordeste brasileiro: diagnóstico, mapeamento e análise do fechamento de escolas do campo no estado do Piauí. Revista Linhas. Florianópolis, v. 18, n. 36, p. 305-324, jan./abr. 2017.

BORGES, M.G.; FARIA, J.E.S.; BRICK, E.M.. Fenômenos como mediadores do processo educativo em Ciências da Natureza e Matemática na Educação do Campo. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 1, n. 2, págs. 381-401, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n3p965

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988.

Brasil. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: Acesso em 10 JAN 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais + (PCN+) - Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2002.

CANDAU, V. Multiculturalismo e educação: desafios para a prática pedagógica. In: Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas Moreira, A.F., Candau, V. (Orgs.). Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

CARNEIRO, M.S.; SILVEIRA, A.P.; GOMES, V.S. Comunidade rural e escolar na valorização do conhecimento sobre plantas medicinais. Revista Biotemas, v.29, n.2, 2016.

CONCEIÇÃO, S.; BRITO, P.F. A Educação Física como componente curricular de uma escola do campo do município Jitaúna/Bahia. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 434-450, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p433

FALEIRO, W.; ARAÚJO, G.C.; SILVA, C. Ciências da Natureza na Educação do Campo: encontros e desencontros na luta pela Educação Popular. Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 921-940, 2017 833-835, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525. 4863-2017v2n3p833

FERREIRA, A.F.. A importância da microbiologia na escola: uma abordagem no Ensino Médio. Monografia (Graduação), curso de Licenciatura Plena em Ciências Biológicas. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro – RJ, 2010. p. 69.

FERREIRA, J.S.; FERREIRA, A.S. Atividades teórico-práticas com ênfase em fungos: uma proposta para o ensino médio. REnCiMa, v.8, n.2, p.1-13, 2017.

FONSECA, E.M.; DUSO, L.; HOFFMANN, M.B. Discutindo a temática agrotóxicos: uma abordagem por meio das controvérsias sociocientíficas. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 3, n. 1, págs. 127-143, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n3p881

FORMIGOSA, M.M; QUARTIERI, M.T; DEL PINO, J.C.; MARCHI, M.. Júri simulado e tempestade cerebral: entendendo a implantação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Revista Brasileira de Educação do Campo, v.2, n.3, págs. 899-920, 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n3p899

GAIA, C.; PIRES, L.S.. Saberes matemáticos e história de vida na zona rural de Marabá-PA. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 1, n. 1, p. 128-146. 2016.

GUIMARÃES, V.B.C.; SOUZA, J.L.S.; SANTOS, D.C. et al.. Da escola à universidade: ações educativas do projeto microbiota - explorando um mundo invisível. Expressa Extensão, v.21, n.2, p. 52-65, 2016.

IBGE. Censo demográfico 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/sociais/educacao/9662-censo-demografico-2010.html?=&t=destaques Acesso em: 04/10/2018.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Disponível em: http://www.inep.gov.br/ Acesso em: 04/10/2018.

KÖHLER, M.; SANTOS, E.; GIARETTA, C.; et al. O educar-se no campo: caneta, enxada e botânica camponesa. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 1, págs. 127-143, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p763

LEDO, M.S. O processo de ensino nas escolas multisseriadas do campo e o Programa Escola Ativa. Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 921-940, 2017. 333-358, 2018.

MACARINGUE, E.. Os desafios de educação em Moçambique em relação à questão agrária e agrícola. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 1, págs. 132-148, 2016. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2016v1n2p572

MADIGAN, M.T..; MARTINKO, J.M.; DUNLAP, P.V.; et al. Microbiologia de Brock. Traduzido de Brock Biology of Microorganisms. 12ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

MARTINS, L.; SANTOS, G.S.; EL-HARI, C. Abordagens de saúde em um livro didático de biologia largamente utilizado no ensino médio brasileiro. Investigações em Ensino de Ciências, V.17, n.1, pp. 249-283, 2012.

MEDEIROS, P.L; SCANDORIEIRO, S.; KIMURA, A.H.; et al. Reconhecendo a Microbiologia no nosso dia-a-dia pelo método PBL por estudantes do ensino médio. Luminária, v, 19, n. 01, p. 34-43, 2017.

MELKE, A.; BERVIAN, P.V.; SANTOS, E.G. Microscópio: Primeiros Aprendizados no Ensino Básico. In: Aprendendo ciências: ensino e extensão/ Rafaela Engers Gunzel, Roque Ismael da Costa Gullich (organizadores), Bagé, RS: Faith, 2018. 157 p.

MENDES, M.P.L.; GRILO, J.P.L.. A contribuição da História das Ciências para formação de educadores do campo. Revista Brasileira de Educação do Campo, v.2, n.2, 632-649, 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n2p632

MENDES, M.P.; MENDES, R.R.L.; CRISTIANO, M.G.S.. As contribuições da Educação Ambiental em iniciativas de aproveitamento de água da chuva. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient., v. 35, n. 2, p. 173-192, 2018.

MIGUEL, J. Mathematical education of young and adults: pedagogical implications of historical-cultural theory. Revista Brasileira de Educação do Campo, v.3, n.2, págs. 519-548, 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p519-2

NAHIRNE, A.P.; STRIEDER, D.M.. Escola do campo e a prática social de ensino da matemática na concepção da comunidade escolar. Revista Brasileira de Educação do Campo, v.3, n. 2, págs. 496-518. DOI https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p496-2

NASCIMENTO, W.S.; CHAGAS, R.F.. O uso da internet como recurso didático-pedagógico no ensino de ciências e biologia. Revista Eletrônica de Educação a Faculdade Araguaia, v. 11, págs. 396-422, 2017.

OLIVEIRA, J.S.; CAMARGO, T.S.; SANTOS, R.B.. Escola do campo: uma visão dos jovens sobre as aulas de Biologia de uma comunidade rural no município de Cunha/SP. Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 921-940, 2017 344-363, 2016 http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2016v1n2p344 .

OLIVEIRA, M.C.D. Proposta de uma sequência didática para o ensino médio sobre doenças contagiosas causadas por micro-organismo fundamentada na perspectiva CTS. Dissertação (Pós-graduação em Ensino de Ciências). Universidade Federal Rural de Itajubá, Itajubá, MG. 2017.

OYA, C. Methodological reflections on ‘land grab’ databases and the ‘land grab’ literature ‘rush’. The Journal of Peasant Studies, n. 40, v. 3, p. 503-520, 2013.

PANIAGO, R.N.; ROCHA, S.A.; PANIAGO, J.N.. A pesquisa como possibilidade de ressignificação das práticas de ensino na escola no campo. Revista Ensaio, v.16, n.01, p. 171-188, 2014.

PESSOA, J.R.; RI, N.M. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e a formação para a igualdade de gênero. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 2, págs. 581-606, 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n2p581

PRSYBYCIEM, M.M.; SANTOS, A.P.; SARTORI, J.. Formação de professores em Ciências da Natureza para escolas do/no campo na UFFS –campus Erechim: perspectivas e desafios. Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 3, p. 921-940, 2017 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n3p941

RAMSON, S. S. Mudar é difícil, mas é possível. Disponível em: Acesso em: 25/06/. 2018

ROCHA, A.S.; SOUZA, R.L.; SOARES, D.B.; CHOQUE, N.M.S.; DAVILA, L.Y.L.; DEZIDÉRIO, S.N.; GOMES, E.C.. Ensino de Física para a população rural do Tocantins: desafios e problemas a serem superados. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 3, n. 2, págs. 359-380 2018. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n2p359

RODRIGUES, K.R.G.; SILVA, M.O. Marcos legais e operacionais da educação no/do campo: limites e perspectivas. Revista Eletrônica da Associação dos Geógrafos Brasileiros, v. 24, n. 13, 2016.

ROSA, G.R.; FEREEIRA, A.S.. A confecção de bonecas negras na formação docente. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 2, n. 1, págs. 127-143, 2017. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2017v2n1p127

SÁ, C.A.; SILVA, K.R.C.; FREITAS, V.S.. O ensino de microbiologia nas escolas públicas de ensino fundamental do município de Jaguaribe, Ceará. Conexões Ciência e Tecnologia, v.12, n. 1, p. 84 - 96, 2018. DOI: 10.21439/conexoes.v12i1.1380

SANTARÉN, K.C.F. Relevância de atividades práticas no processo de ensino-aprendizagem de microbiologia em escolas públicas na baixada fluminense. Monografia (Graduação), curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Seropédica, RJ, 2017. 63 p.

SANTOS, T.F.; VIZOLLI, I.; STEPHANI, A.D. Desvelando cercas: um olhar sobre a Educação do Campo no Sudeste do Tocantins. Revista Brasileira de Educação do Campo, v. 1, n. 2, págs. 381-401, 2016. DOI: https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2016v1n2p381

SILVA, M.M.F.; BARROS, I.O.. Briófitas e Pteridófitas: a perspectiva dos alunos do sétimo ano do ensino fundamental de Jaguaribe, CE. Conexões Ciência e Tecnologias, v.11, n. 6, p. 36-44, 2017. DOI: 10.21439/conexoes.v11i6.994.

SILVA, T.S.; LANDIM, M.F.. Aulas práticas no ensino de biologia: análise da sua utilização em escolas no município de Lagarto, SE. In: VI Colóquio internacional Educação e Contemporaneidade. São Cristóvão, 2012.

SODRÉ NETO, L.; MEDEIROS, A.D.. Considerações sobre contextualização e interdisciplinaridade na abordagem da microbiologia no novo exame nacional do ensino médio (ENEM). Revista Ciências & Ideias, v. 9, n.1, 2018.

TEIXEIRA, E.C.; SÁ, C.O.L. SILVA, D.G.B.; AVELINO, C.R.S. Educação Física contextualizada e o universo rural da Escola Rural de Massaroca-BA. EXTRAMUROS - Revista de Extensão da UNIVASF, v. 3, n. 2, 2015

TORTORA, G.J.; FUNKE, B.R. Microbiologia. 10. ed. Porto Alegre: Artmed, 2012.

TROILO, G.; ARAÚJO, M.N.R. O papel da juventude camponesa na construção de economias de resistência no semiárido nordestino. Revista NERA, v. 19, n. 34, pp. 144-156, 2016.

VENDRAMINI, C.R. Qual o Futuro das Escolas no Campo? Educação em Revista, v.31, n.03, p. 49-69, 2015.


DOI: http://dx.doi.org/10.35512/ras.v3i2.3383

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 134

Total de downloads do artigo: 133