Definição do momento ótimo para contratação de financiamento habitacional usando simulação de Monte Carlo

Kascilene Gonçalves Machado

ORCID iD Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Campus Governador Valadares Brasil

Warley Henrique Carvalho Pereira

Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Campus Governador Valadares Brasil

Kíssila Samila de Oliveira Meireles

Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Campus Governador Valadares Brasil

Resumo

Dados estatísticos revelam que os financiamentos habitacionais têm tido ampla procura como opção para a compra de imóveis e que o nível de inadimplência e a quantidade de imóveis leiloados também têm tido aumentos expressivos nos últimos anos. Esses dados mostram que a decisão de compra da casa própria financiada nem sempre é realizada de forma planejada, ocasionando altos custos e dificuldade de honrar os compromissos financeiros assumidos pelo mutuário. Nesse contexto, o objetivo desta pesquisa é desenvolver uma ferramenta de simulação, empregando técnicas de simulação de Monte Carlo, que auxilie os consumidores na tomada de decisão quanto ao financiamento de longo prazo na aquisição de imóveis, indicando o momento mais adequado para a realização dessa compra, com o menor custo possível. Um grande número de simulações, empregando estudo de casos reais, foi realizado para verificar a validade do modelo proposto, permitindo avaliar o comportamento dos custos da dívida. Os resultados obtidos indicam que o custo da dívida pode ser reduzido em mais de 40% se o requisitante optar por postergar o financiamento com a finalidade de obter um maior montante financeiro a ser dado como entrada, reduzindo o saldo devedor e o período de financiamento.

Palavras-chave


Custo da dívida; Financiamento habitacional; Simulação de Monte Carlo


Texto completo:

Referências


ABECIP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA. Financiamento imobiliário: operações contratadas com recursos de caderneta, construção, aquisição, reforma e material para construção. Disponível em: https://www.abecip.org.br/credito-imobiliario/indicadores/financiamento. Acesso em: 9 dez. 2020.

ANDERSSON, F.; MAYOCK, T. The microdynamics of household credit use through a boom-bust cycle. Journal of Housing Economics, v. 27, p. 22-36, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jhe.2015.02.004.

ANUNDSEN, A. K.; JANSEN, E. S. Self-reinforcing effects between housing prices and credit. Journal of Housing Economics, v. 22, n. 3, p. 192-212, 2013. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jhe.2013.07.001.

ASSAF NETO, A. Matemática financeira e suas aplicações. 12. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

BCB – BANCO CENTRAL DO BRASIL. Séries temporais: taxa Selic. 2019. Disponível em: https://www3.bcb.gov.br/sgspub/consultarvalores/telaCvsSelecionarSeries.paint?seriesRetiradas=11. Acesso em: 20 ago. 2019.

BRANT, D. Caixa corta juros no crédito imobiliário e vai renegociar dívidas de 600 mil famílias. Folha de São Paulo, São Paulo, 5 jun. 2019. Seção Mercado. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/06/caixa-corta-juros-no-credito-imobiliario-e-vai-renegociar-dividas-de-600-mil-familias.shtml. Acesso em: 6 dez. 2019.

BRASIL. Lei nº 4.380, de 21 de agosto de 1964. Institui a correção monetária nos contratos imobiliários de interêsse social, o sistema financeiro para aquisição da casa própria, cria o Banco Nacional da Habitação (BNH), e Sociedades de Crédito Imobiliário, as Letras Imobiliárias, o Serviço Federal de Habitação e Urbanismo e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, [1964]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4380.htm. Acesso em: 6 dez. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.514, de 20 de novembro de 1997. Dispõe sobre o Sistema de Financiamento Imobiliário, institui a alienação fiduciária de coisa imóvel e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, [1997]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9514.htm. Acesso em: 10 dez. 2019.

CAGNIN, R. F. A evolução do financiamento habitacional no Brasil entre 2005 e 2011 e o desempenho dos novos instrumentos financeiros. Boletim de Economia, n. 11, p. 15-32, 2012.

CARBALLO-HUERTA, J.; GONZÁLEZ-IBARRA, J. P. Financial innovations and developments in housing finance in Mexico. IFC Bulletin: Proceedings of the IFC Conference on “Measuring financial innovation and its impact”, Basel, 26-27 August 2008, n. 31, p. 7-34, July 2009. Disponível em: https://www.bis.org/ifc/publ/ifcb31c.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

CARVALHAL DA SILVA, A. L. Matemática financeira aplicada. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CARVALHO, H. P.; ARMIGLIATO, A.; ALMEIDA, L. L.; CORREIA, A. R.; DE MUSIS, C. R. Análise probabilística de colisões veiculares pelo método de Monte Carlo. Revista Brasileira de Criminalística, v. 5, n. 1, p. 46-50, 2016. DOI: https://doi.org/10.15260/rbc.v5i1.111.

CEF – CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Simulador Habitacional Caixa. 2019. Disponível em: http://www8.caixa.gov.br/siopiinternet-web/simulaOperacaoInternet.do?method=inicializarCasoUso. Acesso em: 2 ago. 2019.

COSTA, A. C. A. Mercado de crédito: uma análise econométrica dos volumes de crédito total e habitacional no Brasil. Trabalhos para Discussão, Brasília, n. 87, p. 1-32, 2004. Disponível em: https://www.bcb.gov.br/pec/wps/port/wps87.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

CRUSE, T. A. (ed.). Reliability-based mechanical design. New York: Marcel Dekker, 1997.

FARINA, E. Inadimplência faz disparar retomada de imóveis financiados; saiba como agir. Gaúcha ZH, Porto Alegre, 10 ago. 2018. Seção Dicas de Economia. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/economia/dicas-de-economia/noticia/2018/08/inadimplencia-faz-disparar-retomada-de-imoveis-financiados-saiba-como-agir-cjko6j7cr00gb01n00xoc6f9v.html. Acesso em: 12 dez. 2019.

FARO, C. Uma Nota Sobre Amortização de Dívidas: Juros Compostos e Anatocismo. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 67, n. 3, p. 283-295, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71402013000300002.

FGV – FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Índices econômicos: IGP-M. 2019. Disponível em: http://www14.fgv.br/fgvdados20/consulta. Acesso em: 5 ago. 2019.

FIPE – FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS. 2019. Índice FIPEZAP de preços de imóveis anunciados. Disponível em: http://www.fipe.org.br/pt-br/indices/fipezap/. Acesso em: 6 ago. 2019.

GERCINA, C.; CASTELANI, C. Caixa Econômica deverá renegociar dívidas da casa própria. Folha de São Paulo, São Paulo, 31 maio 2019. Disponível em: https://agora.folha.uol.com.br/grana/2019/05/caixa-economica-devera-renegociar-dividas-da-casa-propria.shtml. Acesso em: 8 dez. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas. Indicadores. Preços: INPC. 2019a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/precos-e-custos/9258-indice-nacional-de-precos-ao-consumidor.html?=&t=series-historicas. Acesso em: 5 ago. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas. Indicadores. Preços: IPCA. 2019b. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/precos-e-custos/9256-indice-nacional-de-precos-ao-consumidor-amplo.html?=&t=series-historicas. Acesso em: 5 ago. 2019.

IHLANFELDT, K.; MAYOCK, T. Introduction to the special issue on Housing Finance. Journal of Housing Economics, v. 27, p. 1-3, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jhe.2015.02.005.

INSTITUTO GEOC – INSTITUTO GESTÃO DE EXCELÊNCIA OPERACIONAL EM COBRANÇA. Pesquisa devedores do Brasil. 2016. Disponível em: http://www.igeoc.org.br/pesquisa-igeoc/pesquisa-devedores-do-brasil-2016/. Acesso em: 12 dez. 2019.

IPEA – INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Macroeconômico. Séries históricas: cotação do CDI. 2019. Disponível em: http://www.ipeadata.gov.br/Default.aspx. Acesso em: 4 ago. 2019.

LAPORTA, T. Imóveis tomados pela Caixa por falta de pagamento sobem 53% em 1 ano. G1, São Paulo, 31 maio 2016. Seção Economia. Disponível em: http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/05/imoveis-tomados-pela-caixa-por-falta-de-pagamento-sobem-53-em-1-ano.html. Acesso em: 12 dez. 2019.

MENDONÇA, M. J. C. O crédito imobiliário no Brasil e sua relação com a política monetária. Revista Brasileira de Economia (RBE), Rio de Janeiro, v. 67, n. 4, p. 429-467, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-71402013000400005.

OLIVEIRA, M. H. F. A avaliação econômico-financeira de investimentos sob condição de incerteza: uma comparação entre o método de monte Carlo e o VPL fuzzy. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008.

POTRICH, A. C. G.; POTRICH, D. G. Fatores determinantes para o crescimento habitacional brasileiro. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 32., 2012, Bento Gonçalves, RS. Anais [...]. Bento Gonçalves, RS: Abepro, 2012. Disponível em: http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2012_tn_sto_163_952_21151.pdf. Acesso em: 12 dez. 2019.

RAYCHAUDHURI, S. Introduction to Monte Carlo simulation. In: WINTER SIMULATION CONFERENCE, 40., 2008, Miami, Florida. Proceedings [...]. Miami: WSC, 2008.

ROYER, L. O. O FGTS e o mercado de títulos de base imobiliária: relações e tendências. Cadernos Metrópole, São Paulo, v. 18, n. 35, p. 33-51, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/2236-9996.2016-3502.

WARNOCK, V. C.; WARNOCK, F. E. Markets and housing finance. Journal of Housing Economics, v. 17, n. 3, p. 239-251, 2008. DOI: https://doi.org/10.3386/w13081.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-0306a2020v1n53p68-80

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 414

Total de downloads do artigo: 295