Otimização do método dos molinetes com ajuste do perfil hidrodinâmico para a estimação da descarga líquida em corpos hídricos usando recursos de interpolação e integração numérica

John Williams Ferreira de Souza

Instituto Federal da Paraíba

Monaliza Araújo Parnaíba

Instituto Federal da Paraíba

Patrício Luiz de Andrade

Instituto Federal da Paraíba

Bruno de Medeiros Souza

Instituto Federal da Paraíba

Resumo

In the last years, there has been an increase in computational analyses in the study of hydrodynamic profiles for the determination of flows in watercourses as an attempt to reduce inaccuracies in traditional calculations. This article aims to develop an algorithm for the determination of flow rates in open channels using numerical procedures to optimize the hydrometric windlasses method in order to reduce the time in data analyzes and to provide a detailed treatment of velocities as a function of depth. In this article, the input data used in the computational project result from the measuring campaign present in Literature,which was carried out in the Braço do Norte river, in the Tubarão river basin, at the point where the São Ludgero Hydrometeorological Station, of National Waters Aggency (ANA), is located, in SC. Regarding the method of the windlasses in their traditional form,the model presented in this work presents small percentage differences of estimates This allows the validation of the proposed model and means that the use of numerical integrations and interpolations, especially the cubic splines, for the modeling of the flow measurement in watercourses is satisfactory and it can be used in the practice of instrumentation and measurement.

Palavras-chave


Flow rate. Windlasses. Numerical interpolation. Numerical integration


Texto completo:

Referências


ANA. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Manual de procedimentos técnicos e administrativos de outorga de direito de uso de recursos

hídricos da agência nacional de águas. Brasília, DF. 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 jan. 2017.

ANA. AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Medição de descargas líquida em grandes rios: manual técnico. Brasília: ANA; SGH, 2ª edição, 2014. 94 p

ALVES, G. M. et al. Medição da vazão da Usina Hidrelétrica De Roncador. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2010. Disponível em:

doc-equipe/2010_2_24/2010_2_24_artigo.pdf>. Acesso em: 01 fev. 2017.

BACK, Á. J. Medidas de vazão com molinete hidrométrico e coleta de sedimentos em suspensão. Florianópolis: EPAGRI, 2006. 299 p.

COELHO, B. Z. Avaliação de técnicas e métodos de hidrometria na estação fluviométrica São Ludgero, SC. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental)–Universidade do Extremo Sul Catarinense, UNESC, Criciúma, 2011. 85 p. Disponível em:

Zanoni%20Coelho.pdf>. Acesso em: 31 jan. 2017.

FAN, F. M.; COLLISCHON, W.; RIGO, D. Modelo analítico de qualidade de água acoplado com Sistema de Informação Geográfica para simulação de lançamentos com duração variada. Engenharia

Sanitária e Ambiental, v. 18, n. 4, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2016.

OLIVEIRA, F. A. et al. Uso de modelo hidrodinâmico para determinação da vazão a partir de medições de nível. RBRH: Revista Brasileira de Recursos Hídricos, v. 21, n. 4, p. 707-718, out./dez. 2016. Disponível em:

UserFiles/Sumarios/24128035bd115996da6b927c3c4a6bca_f33d73a77740091ce0f1d5330008aa97.pdf>. Acesso em: 31 jan. 2017.

PINTO, V. G.; MORAES, M. F.; RIBEIRO, C. B. M. Análise comparativa entre velocímetro acústico de efeito doppler e molinete hidrométrico: estudo de caso no Ribeirão Espírito Santo – Juiz

de Fora (MG). In: XX SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, Bento Gonçalves – RS, 2013.

PORTO, R. L.; FILHO, K. Z.; SILVA, R. M. Medição de Vazão e Curva-Chave. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia Hidráulica de São Paulo. São Paulo, 2001.

SACRAMENTO, P. V. do. Otimização do método área-velocidade para estimação de vazão fluvial. Universidade Federal Rural De Pernambuco. Desenvolvimento de Métodos Estatísticos e Computacionais. Recife, 2010.

TUCCI, C. E. M. Hidrologia: Ciência e Aplicação. UFRGS. 2ª ed. Porto Alegre. 2001.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/1517-03062015v1n38p61-68

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 1286

Total de downloads do artigo: 1651