A publicidade e propaganda nas feiras livres da cidade de Mari-PB

Everaldo Pereira Da Silva

Brasil

José Augusto Lopes Viana

ORCID iD IFPB Brasil

Resumo

Este trabalho teve como objetivo apresentar como se dá o uso da publicidade e propaganda nas feiras livres da cidade de Mari-PB, identificando as estratégias de publicidade e propaganda utilizadas e os benefícios do uso desses recursos para os feirantes e o comercio local, e conhecendo como os feirantes mensuram a relação de gastos e lucros com o seu uso nas feiras livres. Para tanto, foram realizadas entrevistas com os feirantes no espaço das duas feiras municipais, observando, ouvindo e gravando as respostas dos feirantes e destacando as formas de publicidade e propaganda que se sucedem nesse local. Foram entrevistados 10 feirantes no total. Como resultados, observou-se que nas feiras livres do município o uso da voz é predominante, mas outros meios também são utilizados para atrair fregueses. De forma geral, os feirantes percebem a importância da publicidade e propaganda para aumento das vendas em um ambiente com muita concorrência, embora não considerem que tenham gastos com isso ou não consigam mensurar com precisão a relação entre gastos e lucratividade com publicidade e propaganda.

Texto completo:

Referências


CABRAL, J. et al. atual cenário da feira livre de campina grande e sua influência nas vendas de cereais. In: Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia, 2018, Maceió - AL. Educação, 2018. v. 1.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; DA SILVA, R. Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

COSTA, M. R.; SANTOS, D. M. Feiras livres: dinâmicas espaciais e relações de consumo. Geosaberes, v. 6, n. 3, p. 653-665, 2016.

DA MOTTA, A. B.; NETTO, Z. M. Tempo de mulher–tempo de trabalho entre mulheres proletárias em Salvador. Ciência e cultura, v. 37, n. 9, p. 1442-1451, 1985.

ERBOLATO, M. Dicionário de Propaganda e Jornalismo. Campinas: Papirus, 1985.

FERREIRA, A. B. H. Mini dicionário da língua portuguesa. 6. ed. Curitiba: Positivo, 2005.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010. Disponível em: . Acesso em 25 de outubro 2020.

KOTLER, P.; KELLER, K. L. Administração de marketing. 14. ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

LOBATO, F.; RAVENA-CAÑETE, V. Farinha de feira: memórias e identidades de vendedores em feiras do bairro do Guamá, Belém (PA). ILUMINURAS, v. 16, n. 37. 2015.

LUPETTI, M. Gestão estratégica da comunicação mercadológica: planejamento. 2. ed. São Paulo, Cengage Learning, 2012.

MALANGA, E. Publicidade, uma introdução. São Paulo: Edima, 1987

MENEZES, V. P. L. As feiras-livres em fortaleza - retrato da polissemia urbana. 2005. 130 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, 2005.

MOZART, Fábio. Biu Pacatuba: Um Herói do Nosso Tempo. João Pessoa: A União, 2010.

QUEIROZ, T. A. N. O Complexo Circuito das Feiras Livres de Natal-RN. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2018.

RAMOS, R.; MARCONDES, P. 200 anos de propaganda no Brasil: do reclame ao cyber-anúncio. Meio & Mensagem, 1995.

SAMPIERI, R. H.; COLLADO, C. F.; LUCIO, M. P. B. Metodologia de Pesquisa. 5. ed. Porto Alegre: Penso, 2013.

SANTOS, J. C. S. Feiras Livres: Suas Origens e Relações de Consumo. Administradores.com, 2012. Disponível em: . Acesso em 14 mar. 2020.

SATO, L. Processos cotidianos de organização do trabalho na feira livre. Psicologia & Sociedade, v. 19, n. 1, p. 95-102, 2007.

SHIMP, T. A. Propaganda e promoção: aspectos complementares da comunicação integrada de marketing. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

TOSCANI, O. A Publicidade é um cadáver que nos sorri. São Paulo: Ediouro, 1996.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/2526-2289v8n1p130-142

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 425

Total de downloads do artigo: 331