ANÁLISE DOS DESAFIOS DO PROCESSO LOGÍSTICO DA CADEIA DE FRIO E A INFLUÊNCIA NA IMPORTAÇÃO DE IMUNOBOLÓGICOS PARA COMBATE À COVID-19

Givan Aparecido Fortuoso da Silva

https://orcid.org/0000-0002-9186-7253 Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri Universidade Federal do ABC - UFABC Brasil

Doutorando em Economia Política Mundial na Universidade Federal do ABC - UFABC. Possui Mestrado em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2001). Atualmente é professor da Faculdade de Tecnologia de Barueri (CEETEPS - Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza), já tendo lecionado em cursos de graduação e pós-graduação em instituições como Mackenzie, PUC-SP, UNINOVE, FIT, Faculdades Senai, entre outras. Atua, também, como consultor pela Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior. A área de Negócios Internacionais é a sua área de interesse de ensino e pesquisa, tendo como temas principais: política comercial externa, empreendedorismo internacional, internacionalização de empresas brasileiras, políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da atividade de comércio exterior.

Emilly Mirian de Flório

https://orcid.org/0000-0002-1004-8636 Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri Brasil

Graduada em Comércio Exterior pela Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri

Kessia Ariane Marques Ramos

https://orcid.org/0000-0002-9329-292424 Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri Brasil

Graduada em Comércio Exterior pela Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri

Larissa Gabriela Santos dos Prazeres

https://orcid.org/0000-0003-0565-7186 Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri

Graduada em Comércio Exterior pela Faculdade de Tecnologia de Barueri - Fatec Barueri

Resumo

Com a declaração da pandemia da COVID-19, o mundo acompanhou a busca por imunobiológicos eficientes contra o vírus. Visando a eficácia destas vacinas e a manutenção de sua vida útil, a conservação do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) utilizado no combate à COVID-19, compõe um planejamento estratégico, imposto no processo da cadeia de frio. O objetivo geral da pesquisa é: analisar se os desafios do processo logístico da cadeia de frio influenciam na importação do IFA para a produção de vacinas para combate à COVID-19. Como objetivos específicos têm-se: caracterizar, por meio da pesquisa de campo, o processo logístico da cadeia de frio, em específico na importação do IFA para a produção de vacinas; identificar, junto às empresas pesquisadas, os desafios que podem comprometer o processo logístico da cadeia de frio na importação do IFA e; levantar possíveis soluções para superar as dificuldades enfrentadas no processo logístico da cadeia de frio na importação do IFA. Metodologicamente, a pesquisa é descritiva com abordagem qualitativa. A amostra de pesquisa utilizada foi a probabilística intencional e foram realizadas entrevistas semiestruturadas. Foi utilizada a técnica de análise de conteúdo e a pesquisa final ressaltou a influência negativa que os desafios do processo exercem na importação dos itens necessários para a vacinação, bem como as soluções para cada problema apresentado, como o uso de tecnologias e o trabalho em equipe para uma operação eficiente.

Texto completo:

Referências


AKABANE, G. TACHIZAWA, T. Universo da logística e a sustentabilidade empresarial. 1ª edição. São Paulo: Editora EPS, 2021,

AMARAL C. Cadeia de frio na distribuição farmacêutica. 2013. Disponível em: https://bdigital.ufp.pt/bitstream/10284/4471/1/PPG_20236.pdf . Acesso em: 28 de abr. de 2021.

ARBACHE, J.S.; DE NEGRI, J.A. Determinantes das exportações brasileiras: novasevidências. In: XXX ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA ANPEC, 2002, Nova Friburgo. Anais [...]. Nova Friburgo: ANPEC, 2002. Disponível em: http://www.econ.puc-rio.br/pdf/seminario/Arbache_DeNegri_v3.pdf Acesso em: 13 de abr. de 2021.

ARRUDA, M. Processamento mínimo de produtos hortícolas. Apta Regional. Pesquisa & Tecnologia, v. 7, n. 2, 2010. Disponível em: http://www.aptaregional.sp.gov.br/acesse-os-artigos-pesquisa-e-tecnologia/edicao-2010/2010-%20julho-dezembro/774-processamento-minimo-de-produtos-horticolas/file.html Acesso em: 08 de set. de 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 70. ed. São Paulo: 2011.

BAPTISTA, P. Higiene e segurança alimentar no transporte de produtos alimentares. Guimarães: Forvisão – Consultadoria em formação integrada, S.A., Portugal, 2006. Disponível em: https://elearning.iefp.pt/pluginfile.php/47915/mod_resource/content/0/manual vol1.pdf Acesso em: 13 de abr. de 2021.

BRASIL, AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Covid-19: quadro de análises de vacinas pela Anvisa. Disponível em: Acesso em: 15 de maio de 2021.

BRASIL, AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Registros. Disponível em: Acesso em: 12 de maio de 2021.

BRASIL, AGÊNCIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução da Diretoria Colegiada no 55, de 16 de dezembro de 2010. Disponível em:

/41ebae78-5742-4060-9bec-6ccece9ce262> Acesso em: 15 de maio de 2021.

BRASIL, CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Resolução nº 679, de 21 de novembro de 2019. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-n-679-de-21-de-novembro-de-2019-241336577 Acesso em: Acesso em: 28 de maio de 2021.

BRASIL. CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO. Relatório de Avaliação da Execução de Programa de Governo n° 71 – Apoio financeiro para aquisição e distribuição de medicamentos do componente especializado da assistência Farmacêutica (CEAF). Brasília, abril de 2017d. Disponível em: < https://auditoria.cgu.gov.br/download/9691.pdf> Acesso em: 06 de out. de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Covid-19 no Brasil. Disponível em: https://qsprod.saude.gov.br/extensions/covid-19_html/covid-19_html.html Acesso em: 28 de maio de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual da Rede do Frio no Programa Nacional de Imunizações. Disponível em:

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_rede_frio4ed.pdf Acesso em: 20 de maio de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. O que é a Covid-19? Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/o-que-e-o-coronavirus Acesso em: 29 de mar. de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra Covid-19. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/publicacoes- tecnicas/guias-e-planos/plano-nacional-de-vacinacao-covid-19 Acesso em: 04 de out. de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Programa Nacional de Imunizações recebe novas dosesde vacina Covid-19. Disponível em:

Acesso em: 08 de maio de 2021.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vacinação. Disponível em:

Acesso em: 10 de nov. de 2021.

CAVALCANTI, M; MACHADO, S; SANTANA, W. Cadeia logística do frio: um estudo da qualidade em portos secos brasileiros. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 30. 2010, São Carlos. Anais eletrônicos [...]. São Carlos: ABEPRO, 2010. Disponível em: https://abepro.org.br/biblioteca/enegep2010_tn_wic_113_741_16040.pdf Acesso em: 03 de maio de 2021.

CHRISTOPHER, M. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos: estratégias para redução de custos e melhoria dos serviços. Pioneira: São Paulo, 1997.

COSTA, Anna Gabriela. Entenda o que significa a produção 100% nacional de vacinas contra a Covid-19. CNN Brasil. 2021. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/entenda-o-que- significa-a-producao-100-nacional-de-vacinas-contra-a-covid-19/ Acesso em: 01 jul. 2021.

COTA, I; JIMÉNEZ, C. Descontrole da pandemia no Brasil deixa reformas econômicas em segundo plano. El País. 12 de abril de 2021. Disponível em:

%20de%20vontade.&text=A%20inocula%C3%A7%C3%A3o%20ser%C3%A1%20o%20que

,4%2C1%25%20em%202020> Acesso em: 03 de abr. de 2021.

DOMINGUES, Carla. Desafios para a realização da campanha de vacinação contra a COVID-19 no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Editorial, FIOCRUZ/ENSP, v.37, n.1, Janeiro 2021, Rio de Janeiro, p. 1, 11 jan. 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/KzYXRtNwy4fZjTXsgwSZvPr/?lang=pt Acesso em: 18 out. 2021.

FERNANDES, C. S. C. A Logística na cadeia de frio em Portugal: transporte de produtos perecíveis congelados. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica). Departamento de Engenharia Mecânica, Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, Portugal, 2015. Disponível em: https://repositorio.ipl.pt/bitstream/10400.21/5393/1/Disserta%c3%a7%c3%a3o.pdf Acesso em: 20 de abr. de 2021.

FERRAZ, Marina. São Paulo recebe carga com insumos para fabricação da CoronaVac. Poder 360, Brasília, 2020. Disponível em: https://www.poder360.com.br/brasil/sao-paulo-recebe-carga-com-insumos-para-fabricacao-da-coronavac/ Acesso em: 02 de out. de 2021.

FERREIRA, L. L. G.; ANDRICUPULO, A. D. Medicamentos e tratamentos para a Covid-19. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ea/a/gnxzKMshkcpd7kgRQy3W7bP/?lang=pt Acesso em: 10 de maio de 2021.

FRANÇA, G.; OLIVEIRA,W.; DUARTE, E.; GARCIA, L. Como o Brasil pode deter a COVID-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde, São Paulo, n. 2. p. 1-8, 2020. Disponível em:

https://www.scielosp.org/pdf/ress/2020.v29n2/e2020044/pt Acesso em: 10 de maio de 2021.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

HAAN, G. H.; HILLEGERSBERG, J.; JONG, E.; SIKKEL, K. Adoption of wireless sensors in supply chains: a process view analysis of a pharmaceutical cold chain. Journal of Theoretical and Applied Electronic Commerce Research, v. 8, n. 2, p. 138-154, 2013. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/pdf/jtaer/v8n2/art11.pdf Acesso em: 26 de abr. de 2021.

HALEEM, R.M. et al. Quality in the pharmaceutical industry – A literature review. Saudi Pharmaceutical Journal, 2015, v.23, 463–469. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1319016413001114?via%3Dihub Acesso em: 07 de out. de 2021.

HENDERSON, J.; VENKATRAMAN, N. Strategic alingment: leveraging information technology for transforming organizations. IBM Systems Journal. v.32, n.1, p. 4-16, 1993. Diponível em: https://ieeexplore.ieee.org/document/5387096 Acesso em: 07 de out. de 2021.

INSTITUTO BUTANTAN. Entenda como funciona o processo de envase da CoronaVac: processo segue protocolos rígidos de controle de qualidade e dosagem. Disponível em: https://butantan.gov.br/noticias/entenda-como-funciona-o-envase-da-coronavac-processo-segue-protocolos-rigidos-de-controle-de-qualidade-e-dosagem Acesso em: 01 de maio de 2021.

KARTOGLU, U.; MILSTIEN, J. Tools and approaches to ensure quality of vaccines throughout the cold chain. Expert Review of Vaccines. v.13, 2014. p.843-854, DOI: 10.1586/14760584.2014.923761, 2014. Disponível em:

https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1586/14760584.2014.923761 Acesso em: 07 de out. de 2021.

LISBOA, Vinícius. Agência Brasil explica o que é o IFA: Ingrediente Farmacêutico Ativo é fundamental na formulação de fármacos. Agência Brasil. 2021. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2021-02/agencia-brasil-explica-o-que-e-o-ifa Acesso em: 04 abr. 2021.

LÜTJEN, M.; DITTMER, P.; VEIGT, M. Quality driven distribution of intelligent containers in cold chain logistics networks. Production Engineering, v. 7, n. 2-3, p. 291-297, 2013. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11740-012-0433-3 Acesso em: 11 de abr. de 2021.

MARTINS, Flávia. Brasil tem 18 projetos para desenvolvimento de vacinas nacionais. CNN Brasil, São Paulo. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/brasil-tem-18-projetos- para-desenvolvimento-de-vacinas-nacionais/ Acesso em: 23 set. 2021.

MINAYO, M.A. Teoria, Método e Criatividade. 21. ed. Petrópolis: Vozes, 2010.

MÉDECINS SANS FRONTIÈRES ACCESS CAMPAIGN. VACCINATING CHILDREN OLIVEIRA, M. GUIMARÃES, E.; OLIVEIRA, V.; VIEGAS, S.; FERREIRA, A.; DIAS, F. Eventos críticos na manutenção da conservação de vacinas. Revista de Enfermagem UFPE on line, [S.l.], v. 12, n. 6, p. 1781-1789, jun. 2018. ISSN 1981-8963. Disponível em:

https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/230909/29231 Acesso em: 26 de abr. de 2021.

NETTO, G. Contribuição para melhorar o gerenciamento logístico da cadeia de freio de imunobiológicos no programa de imunização do Brasil. 2008. Dissertação (Mestrado em Transportes) – Faculdade de Tecnologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2008. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/1686/1/2008_GizelleCoelhoNetto.pdf Acesso em: 07 de out. de 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Pandemia de doença por coronavírus (COVID- 19). Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019 Acesso em: 05 de maio de 2021.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Curso de gerencia para el manejo efectivo del Programa Ampliado de Inmunización (PAI). Módulo III: Cadena de frío. Washington, D.C.: OPAS, 2006. Disponível em:

https://aspaih.com/n0720/Inmunizacion.pdf Acesso em: 12 de abr. de 2021.

REGO, R. Análise da cadeia do frio para produtos agroalimentares. 2016. Monografia (Trabalho de Conclusão do Curso em Engenharia Mecânica) – Departamento de Engenharia Mecânica, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016. Disponível em:

https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/148752/001001987.pdf?sequence=1 Acesso em: 13 de abr. de 2021.

REMOR, L. M. Gestão da temperatura na distribuição de medicamento em cadeia fria. Universidade do Sul de Santa Catarina, 2016.

RUDIO, F. V. Introdução ao projeto de pesquisa científica. Petrópolis: Vozes, 1986.

SILVA, T. Avaliação sistemática dos fatores envolvidos para assegurar a qualidade dos medicamentos termolábeis através da cadeia fria. 2020. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Pernambuco. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Recife, 2 020. Disponível em:

https://repositorio.ufpe.br/bitstream/123456789/38563/1/DISSERTA%C3%87%C3%83O% 20Thiago%20Douberin%20da%20Silva.pdf Acesso em: 06 de out. de 2021.

TAYLOR, J. Recommendations on the control and monitoring of storage and transportation temperature of medicinal products. The Pharmaceutical Journal, v.267, 2001. Disponível em: https://temptrust.mesalabs.com/wp- content/uploads/sites/47/2012/05/MHRAcon007569.pdf Acesso em: 07 de out. de 2021.

TEIXEIRA, E. B.; ZAMBERLAN, L.; RASIA, P. C. Pesquisa em Administração. Ijuí: Editora Unijuí, 2009. 232 p.

TRIVIÑOS, A.S. Introdução à pesquisa em Ciências Sociais. 1. ed. São Paulo: Atlas, 1987.

TORRES, B.A. et al. Inspeção internacional de fabricantes de Insumos Farmacêuticos Ativos. Brasília, 2020. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias- anvisa/2020/anvisa-publica-relatorio-de-inspecao-internacional-de-ifas/relatorio-final_2010-a- 2019-com-ficha.pdf Acesso em: 22 de set. de 2021.

UNIVERSIDADE ABERTA DO SUS – UNA-SUS. Organização Mundial de Saúde declara pandemia do novo Coronavírus. Disponível em: https://www.unasus.gov.br/noticia/organizacao-mundial-de-saude-declara- pandemia-de-coronavirus Acesso em: 28 de mar. de 2021.

VACINAS em desenvolvimento. Fiocruz. Portal FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 2021. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/vacina-covid-19-vacinas-em-desenvolvimento Acesso em: 23 set. 2021.

VALECIO, M. Transporte de vacinas- o que você precisa saber. Instituto de Ciência e Tecnologia. [s.d] Disponível em: https://ictq.com.br/industria-farmaceutica/756-transporte-de-vacinas-o-que-voce-precisa-saber Acesso em: 25 de abr. de 2021.

VERDÉLIO, A. Anvisa diz que vacina s usadas no Brasil são seguras: Dados não indicam qualquer relação com eventos adversos graves. Agência Brasil, Brasília, 03 de março de 2021. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2021-03/anvisa-diz-que-vacinas-usadas-no-brasil-sao-seguras Acesso em: 10 de maio de 2021.

VERGARA, S. Métodos de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2005.

WERNECK, G; CARVALHO, M. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cadernos de Saúde Pública, São Paulo, n. 5, p. 1-4, 2020. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/csp/2020.v36n5/e00068820/pt Acesso em: 12 de maio de 2021.


DOI: http://dx.doi.org/10.18265/2526-2289v8n1p1-26

O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 521

Total de downloads do artigo: 464