ESTATÍSTICAS DE INCÊNDIOS ESTRUTURAIS NO BRASIL: DO ‘ANUÁRIO’ AOS DIAS ATUAIS

Cristiano Corrêa

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4210583A2 Universidade Federal de Pernambuco; Universidade de Pernambuco (Estadual) e Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco Brasil

Doutor pelo PPGEC-UFPE e Oficial do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco

Dayse Duarte

Universidade Federal de Pernambuco Brasil

Professora Doutora do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Pernambuco.

George Cajaty Braga

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal Brasil

PhD em Segurança Contra Incêndio NIST-EUA e Oficial do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal

Resumo

O presente artigo discute as estatísticas de incêndios em edificações no Brasil nas últimas décadas, passando pelo ‘anuário’ emitido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, até o primeiro ano da década de 1990, quando por restrições orçamentárias e imprecisões dos números deixou de ser emitidas informações sobre incêndios. Passando pelos debates sobre a implantação de um ‘Sistema Nacional de Informações de Bombeiros’ não efetivado até dias atuais. Chegando a criação de Norma Técnica Brasileira – NBR para aferições de atividades de bombeiros, transcrita em recomendações do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros do Brasil - LIGABOM. Todavia a possibilidade de cada Corpo de Bombeiros Militar Estadual aferir os eventos atendidos, sem uma padronização exigida em lei, mesmo existindo norma e recomendação específicas aliada a inexistência de uma política nacional consistente sobre o tema, promove um hiato de décadas de informações consolidadas nacionalmente, como consequência não sabemos o quanto grave é o problema dos incêndios e explosões no Brasil.

 

Palavras-chave


Estatísticas de Incêndios; Incêndios no Brasil; Dados de Incêndios.


Texto completo:

Referências


ABNT, Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 14.023: Registro de Atividades de Bombeiros, Rio de Janeiro, 1997.

BRASIL. Decreto n. 2.315, de 4 de setembro de 1997, cria a Secretaria Nacional de Segurança Pública, 1997.

CORRÊA, Cristiano; RÊGO SILVA, José J.; PIRES, Tiago A.; BRAGA, George C.. Mapeamento de Incêndios em Edificações: Um estudo de caso na cidade do Recife. Revista de Engenharia Civil IMED, vol. 2, nº. 3, 2015. p. 15-34. Disponível em:http://www.bibliotekevirtual.org/index.php/2013-02-07-03-02-35/2013-02-07-03-03-11/1752-rec-imed/v02n03/18433-mapeamento-de-incendios-em-edificacoes-um-estudo-de-caso-na-cidade-do-recife.html

CORRÊA, Cristiano; SILVA, José J. R.; BRAGA, George C. Incêndios com letalidade, território e trânsito: considerações iniciais sobre os casos em Recife no ano de 2011. Revista dos Transportes Públicos, v. 38, n. 143, 2016.p. 109-23.Disponível em: http://files.antp.org.br/2016/9/19/rtp-143-e.pdf

CORRÊA, Cristiano; SILVA, José Jéferson Rêgo; PIRES, Tiago Ancelmo. Deaths in fires in buildings: an analysis of the city of Recife in 2011. Interações (Campo Grande), v. 18, n. 4, 2017.p. 69-79, Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/inter/v18n4/1518-7012-inter-18-04-0069.pdf

CTIF, Centre of Fire Statistics (International Association of Fire and Rescue Services). World Fire Statistics, Report nº17, 2013. p.62,.Disponívelem: http://www.ctif.org/sites/default/files/ctif_report18_world_fire_statistics_2013.pdf.

______. World Fire Statistics, Report nº17, 2015. p.58. Disponívelem: http://www.ctif.org/sites/default/files/ctif_report20_world_fire_statistics_2015.pdf.

DUARTE, Dayse. Gerenciamento de Riscos Uma Aplicação Industrial. Seminário de Prevenção, Planejamento e Avaliação na Gestão de Desastres, Recife – PE, 2017.

DUARTE, Rogério Bernardes. Boletim Técnico – Estatística de Incêndios no Brasil (GSI). Grupo de Pesquisa em Segurança Contra Incêndio – GSI/USP, 1996.

DUARTE, Rogério Bernardes; RIBEIRO, Ivanovitch Simões. Coleta de Dados de Incêndio. In___ A Segurança Contra Incêndio no Brasil. São Paulo: Projeto Editora, 2008.

FACHINI, Paola Giacomini. A tragédia de Santa Maria. Estudos de Psicanálise, n. 41, 2014. p. 141-145.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Projeção da População do Brasil e das Unidades da Federação. 2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/ . Acesso em: 11fev18.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos da metodologia científica. In: Fundamentos da metodologia científica. 2010.

LIGABOM, Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil. RELATÓRIO DE OCORRÊNCIA, 2007

NEGRISOLO, Walter. Sistema Nacional Padronizado de Coleta e Tabulação de Dados. In__ Anais do II SENABOM – Seminário Nacional de Bombeiros, Ribeirão Preto, São Paulo. 1992, p. 305- 335.

ONO, Rosaria. Parâmetros para Garantia da qualidade do projeto de Segurança Contra Incêndio em Edifícios Altos. Revista Ambiente Construído, v.7, n.1, 2007. p.97-113. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/ambienteconstruido/article/viewFile/3731/2083

SENASP, Secretaria Nacional de Segurança Pública, PESQUISA PERFIL DAS INSTITUIÇÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA, 2013. Disponível em: http://www.justica.gov.br/central-de-conteudo/senasp/anexos/pesquisa-perfil-2013_ano-base_2012.pdf

SILVA, Valdir Pignatta; AZEVEDO, Macksuel Soares. Eurocode method for calculating the external steelwork temperature in fire; comparative studies. Fire and Materials, 2015. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/fam.2315/abstract


O arquivo PDF selecionado deve ser carregado no navegador caso tenha instalado um plugin de leitura de arquivos PDF (por exemplo, uma versão atual do Adobe Acrobat Reader).

Como alternativa, pode-se baixar o arquivo PDF para o computador, de onde poderá abrí-lo com o leitor PDF de sua preferência. Para baixar o PDF, clique no link abaixo.

Caso deseje mais informações sobre como imprimir, salvar e trabalhar com PDFs, a Highwire Press oferece uma página de Perguntas Frequentes sobre PDFs bastante útil.

Visitas a este artigo: 371

Total de downloads do artigo: 111