Diretrizes para Autores

A Revista Práxis: saberes da extensão aceita originais nas seguintes áreas do conhecimento:

ÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Desenvolvimento rural; Questão agrária; Ciência do solo; Manejo e conservação do solo; Mecanização agrícola; Arborização de vias públicas; Extensão rural; Agroecologia, agricultura familiar; Máquinas e implementos agrícolas; Irrigação e drenagem; Assentamento rural; Pesca; Recursos pesqueiros marinhos; Manejo e conservação de recursos pesqueiros; Piscicultura; Ciência e tecnologia de alimentos.

 

ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS

Subárea:

Educação – Educação básica; Educação e cidadania; Educação à distância; Educação continuada; Educação de Jovens e Adultos (EJA); Educação especial; Educação infantil; Educação Profissional; Educação do Campo; Ensino; Políticas públicas de educação.

Cultura – Desenvolvimento de cultura; Cultura, Memória; Patrimônio cultural; patrimônio material; Patrimônio imaterial; Memória social; Folclore; Artesanato e Tradições culturais; Produção cultural e artística.

ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

Comunicação – Comunicação Social; Mídia comunitária; Comunicação escrita e eletrônica; Produção e difusão de material educativo; Televisão e rádio universitária; Produção de vídeos; Políticas públicas de comunicação.

Ciência da informação – Formação e funcionamento de bibliotecas, museus e salas de leituras; Incentivo à leitura; Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) relacionadas com armazenamento, disseminação e difusão da informação.

Economia – Trabalho; Mercado de trabalho; Oportunidades de Trabalho; Trabalho e inclusão social; Capital humano; Economia solidária; Capacitação para o trabalho.

ÁREA: LETRAS E ARTES

Subárea

Estudo de Línguas– Língua portuguesa; línguas estrangeiras; Língua de sinais; Literatura.

Artes – Artes plásticas; Artes gráficas; Artes visuais; Canto; Dança; Coreografia; Teatro; Música; Fotografia; Cinema; Educação artística.

ÁREA: INTERDISCIPLINAR

Subárea

Meio Ambiente e Agrário – Gestão ambiental; Gestão de recursos naturais e energético; Preservação e sustentabilidade do meio ambiente; Biodiversidades; Educação ambiental; Desenvolvimento sustentavel.

Sociais e Humanidades – Direitos humanos; Assistência social; Grupos sociais; Organizações populares; Cidadania; Atenção à família; Política para juventude, inclusão social; Programas de bem-estar social; Atenção a pessoas com necessidades especiais e pessoas idosas.

Tecnologia/Gestão – Desenvolvimento tecnológico; Tecnologias sociais; Inovação; Transferência de tecnologias; Pólos tecnológicos; Políticas públicas de ciências e tecnologia; Cooperação interinstitucional e Cooperação internacional na área; Direitos de propriedade e patentes; Empreendedorismo; Gestão; Capacitação e qualificação de recursos humanos e de gestores; Empresas Juniores; Cooperação interinstitucional e internacional na área de tecnologia e gestão.

Saúde e Biológicas – Saúde pública; Programas destinados à promoção à saúde e qualidade de vida de pessoas com necessidades especiais, de pessoas Idosas e de crianças; Políticas públicas de saúde; Cooperação interinstitucional e Cooperação internacional na área; Saúde e segurança no trabalho; Esporte, Lazer em beneficio da saúde e bem-estar da população; Hospitais e clínicas; Novas endemias e epidemias; Saúde da família; Uso e dependência de drogas.

Diversidades – Etnia, Raça e Gênero.

Na forma de:

Artigos de revisão: Textos inéditos resultantes de análises críticas da literatura sobre determinado assunto. Devem ter a estrutura de um artigo, conforme norma de documentação NBR 6022 em vigor e devem trazer conclusões novas sobre o problema abordado – mínimo de 10 e o máximo de 20 páginas.

Relatos de experiência: Textos inéditos que descrevam e/ou discutam experiências desenvolvidas nas áreas temáticas previstas na revista. Na sua estrutura deve conter as seguintes partes:Introdução, fundamentação teórica, metodologia, resultados e conclusões – mínimo de seis e o  máximo de 10 páginas.

Relatos de pesquisa: Textos inéditos resultantes de pesquisa científica ou experimento técnico. Na sua estrutura deve conter as seguintes partes: Introdução, fundamentação teórica, os procedimentos metodológicos empregados, os resultados alcançados sejam descritivos ou analíticos e as conclusões – mínimo de 10 e o máximo de 20 páginas.

Pesquisas em andamento: Textos inéditos resultantes de pesquisas em andamentos. Na sua estrutura deve conter as seguintes partes: Introdução, fundamentação teórica, metodologia, levantamentos de dados  e conclusões previstas – mínimo de oito e o máximo de 15 páginas.

Ensaios: Textos inéditos, de caráter opinativo, que desenvolvam de forma discursiva e reflexiva temas conceituais relacionados a ações de caráter extensionistas. Devem ter a estrutura de um artigo, conforme norma de documentação NBR 6022 em vigor  – mínimo de oito e o máximo de 15 páginas.

Memórias – Textos inéditos referentes à memória da Pró- Reitoria de Extensão do IFPB; escrito de forma descritiva e seja resultantes de ações relevantes postas em eventos de extensão (Conferencias, Mesas, Debates, Relatórios  etc.)   – mínimo de três e o máximo de cinco páginas.

Entrevista: Colóquio entre duas ou mais pessoas que sirva para divulgar ou elucidar atos, ideias, planos, etc., referentes a extensão.

Resenha:  Apreciação crítica de um livro que traga a temática abordada nessa revista. Deve informar sobre o propósito, o objetivo e a metodologia utilizada pelo autor permitindo, assim, comentários, opiniões, julgamentos e comparações com outros textos. Pode, ainda, trazer informações sobre o autor e suas obras. (A obra deve ter no máximo dois anos de publicação)– mínimo de três e o máximo de cinco páginas.

Normas Editoriais

 A Comissão Editorial da Revista Práxis: saberes da extensão estabelece as seguintes normas editoriais:

1. Os textos poderão ser apresentados em língua portuguesa, espanhola ou inglesa. Os textos em língua portuguesa devem ser redigidos obedecendo às normas de documentação, em vigor, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), (NBR6022, NBR6023, NBR6024, NBR6028 e NBR10520) e da norma tabular do IBGE para apresentação de tabelas. Para os textos nas demais línguas, deverão ser utilizadas as normas ISO equivalentes.

2. As submissões devem ser originais e inéditas contributiva à área que se propõe. Os originais devem ser submetidos eletronicamente através do sistema OJS, sem autoria (copia cega)

3. Para submeter artigos nessa revista os autores devem primeiramente se cadastrar no sistema. Entrar com o login e a senha e seguir o passo a passo de submissão.

4. A autoria pode ser individual ou coletiva.

5. Os dados de identificação dos autores deverão ser submetidos diretamente ao sistema OJS, no momento da submissão.

6. Os textos deverão ser apresentados de acordo com as normas da ABNT atualizadas com a seguinte configuração: com a seguinte configuração:

  • Papel: tamanho A4;
  • Fonte: Times News Roman, tamanho 12 (citação tamanho11);
  • Espaço: 1,5 para o texto (citação espaço simples), deixando dois espaços simples entre os títulos de seção e o texto;
  • Margens: superior e esquerda (3cm), inferior e direita (2cm);
  • Formatado em.doc.

 

7.Para qualquer uma das seções da revista, exceto resenhas e entrevistas os autores devem apresentar um resumo informativo redigido de acordo com a NBR6028 vigente ou norma ISO equivalente para resumos em outra língua.  Os textos em língua portuguesa devem acompanhar um resumo em inglês, bem como, palavras-chave e keywords. 

8.  Usar as palavras-chave que melhor representem o assunto abordado no texto, separadas por "ponto". Recomenda-se a utilização de três e no máximo cinco termos. 

9. As citações no corpo do texto deverão ser redigidas de acordo com a NBR10520 ou norma ISO equivalente para texto escrito em língua estrangeira. Recomenda-se usar o sistema autor data.

10. Todos os documentos citados devem constar nas referências a serem apresentadas ao final do texto, de acordo com a NBR6023 vigente. Também, só devem ser referenciados os documentos citados. 

11. O uso de ilustrações (figuras, quadros fotografias, imagens...) devem ser limitado ao mínimo, indispensável, (no caso das fotografias recomenda-se o máximo de três). As legedas deverão ser localizadas abaixo das ilustrações, precedidas da numeração correspondente e seguida da fonte. As ilustrações de terceiros são de inteira responsabilidade dos autores do texto, ficando a Revista isenta de quaisquer responsabilidades referentes a textos ou imagens de terceiros, publicadas e divulgadas sem a devida autorização. Não serão aceitas imagens desfocadas, exceto quando for para proteger e preservar a imagem de pessoas, de acordo com o Art. 17 da Lei Nº 8.069/90, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente. As  tabelas deverão ser numeradas consecutivamente seguida de um título  posicionado na parte superior das mesmas. 

12. Recomenda-se incluir o(s) nome(s) da(s) pessoa(s) que de alguma maneira auxiliou(aram) seja na coleta de dados, nas ilustrações, seja ainda na utilização de laboratórios mencionando "AGRADECIMENTOS" em nota antes das Referências.

13. textos referentes a pesquisa cuja área temática seja saúde, especificamente as que se enquadram no Grupo I  envolvendo seres Humanos precisam informar o número do protocolo de aprovação do projeto, emitido por Comitê de Ética reconhecido pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Todas as áreas do Grupo I podem ser consultadas no “Fluxograma para tramitação de projetos de pesquisa”, na página eletrônica do CONEP: www.conselho.saude.gov.br – Comissões – Ética em Pesquisa (CONEP) – Ou diretamente no atalho eletrônico <

http://www.conselho.saude.gov.br/Web_comissoes/conep/aquivos/protocolo/Fluxogra

ma.doc>).

Esse número deve ser expresso em nota antes das Referências. 

14.A Revista não se responsabiliza por conflitos entre autores, financiadores, patrocinadores e outras pessoas eventualmente envolvidas e/ou citadas nos textos, decorrentes de diferenças/divergências de interesses.

15.Números ordinais até nove devem ser escrito por extenso, de 10 em diante expressos em algarismo.

16. No caso de organizações, entidade, programas etc. que são conhecidos por siglas, na primeira ocorrência a expressão deve vir por extenso,seguida da sigla entre parêntese e, subsequentemente, basta usar a sigla, por exemplo, Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq).  Esta regra serve para o uso de abreviaturas.

17. Os originais devem ser revisados gramaticalmente pelos autores, ou por quem eles designarem, antes de serem submetidos à avaliação da Revista.

18. Os direitos autorais para os trabalhos publicados nessa revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista. Qualquer parte dessa publicação pode ser reproduzida, desde que citada à fonte.

19.Termos estrangeiros devem ser marcados em itálico.

20. As notas de rodapé devem ser limitadas ao mínimo indispensável.

 

 

 

Declaração de Direito Autoral

De acordo com a lei n° 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, o(s) autor(es) do texto encaminhado, doravante designado(s) CEDENTE(s), declara(m) tê-la lido e  a aprovado na sua totalidade e concorda(m) em submetê-lo à Revista Práxis: saberes da extensão doravante designada CESSIONÁRIA, para avaliação e possível publicação como texto original.

O(s) CEDENTE(s) declara(m) que o texto não infringe direitos autorais e/ou outros direitos de propriedade de terceiros, que a divulgação de imagens (caso existam) foi autorizada e que assume(m) integral responsabilidade moral e/ou patrimonial pelo seu conteúdo perante a terceiros.

O(s) CEDENTE(s), por meio desta, cede(m) e transfere(m), de forma gratuita, o direito de reprodução gráfica, divulgação e indexação do texto em bases de dados nacionais e internacionais. O(s) CEDENTE(s) está(ão) ciente(s) de que os originais aceitos e publicados tornam-se propriedade da Revista Práxis: saberes da extensão, sendo vedada sua reprodução total ou parcial, sem a devida autorização da Comissão Editorial, exceto para uso de estudo e pesquisa, desde que devidamente citados.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.